Quanto custa organizar os Jogos Olímpicos?


Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

A revista Forbes em conjunto com o portal de estatísticas Statista publicaram uma infografia com os custos resultantes de organizar os Jogos Olímpicos e a respectiva despesa de derrapagem. Esta pesquisa tem por base um estudo da Universidade de Oxford que visou aferir a dimensão económica dos Jogos entre 1992 e 2016. Os resultados dos Jogos no Rio aparecem incompletos, não tendo em conta as infraestruturas rodoviárias, ferroviárias ou aéreas assim como outros custos variáveis. Segundo o estudo, o Brasil gastou aproximadamente 4,5 mil milhões dólares para organizar o evento, tendo o projecto derrapado cerca de 51%.

20160804_Olympia

Na figura podemos ver que os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi em 2014 bateram o recorde mundial de gastos e de derrapagem financeira. Nestes JO foram gastos quase 22 mil milhões de dólares, com uma derrapagem de 289% do valor planeado. Os últimos Jogos de Verão em Londres apresentam igualmente um valor considerável, quase 15 mil milhões de dólares de custo final. Tendo em conta os balanços destes últimos 24 anos, a média de custos para realizar uns Jogos Olímpicos ronda os 6,5 mil milhões de dólares.

Em 2015, o povo de Hamburgo votou em referendo de modo a retirar a candidatura da cidade à organização dos Jogos de 2024. As razões desta decisão basearam-se precisamente nos custos que um evento destes obriga. Assim, e para 2024, Los Angeles, Roma, Paris e Budapeste serão as cidades a concurso.

Os próximos Jogos Olímpicos de Verão 2020 realizam-se em Tóquio no Japão.

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.