Chama-se ‘Refrigerantes e Canções de Amor’ e é o primeiro filme escrito por Nuno Markl


“É uma história de amor como – espero eu – nunca viram antes. Sobre pessoas que estão tão fisicamente e emocionalmente próximas uma da outra – no lugar menos romântico do mundo (um supermercado) – e, ao mesmo tempo, tão separadas uma da outra por inseguranças, mágoas… e fatos de dinossauro cor-de-rosa”. É assim que num pequeno parágrafo, Nuno Markl descreve o seu primeiro trabalho como argumentista deixando os espectadores com a pulga atrás da orelha.

O filme conta a história de Lucas (Ivo Canelas) que tem uma vida de infortúnio no mundo da música e vê o seu antigo colega de banda Pedro (João Tempera) a singrar e a tornar-se um dos mais bem sucedidos músicos pop do país. Como se isto não bastasse, a namorada de Lucas, Carla (Lúcia Moniz) troca-o por Pedro agudizando o estado de espirito do rapaz. Um dia, conhece uma rapariga (Victoria Guerra) que enverga um fato de dinossauro cor-de rosa no supermercado onde trabalha. Sem conhecer fisicamente quem está por detrás do fato, Lucas vive um romance que alimenta o desfecho do enredo. E a isto tudo junta-se Jorge Palma.

Ivo Canelas, Victoria Guerra, João Tempera, Ruy de Carvalho, Lucia Moniz e Gregorio Duvivier são alguns dos nomes que figuram no elenco, que conta ainda com as participações dos músicos Jorge Palma e Sérgio Godinho. A realização esteve a cargo de Luís Galvão Telles e a produção entregue a João Fonseca.

Como refere o trailler, “há uma dinossaura cor de rosa, todos os filmes deviam ter uma, e este filme tem”. Escutem a voz de quem sabe, vão ao cinema. Vão ver um filme português cheio de amor e com amor para vos dar. Refrigerantes e Canções de Amor estreia esta semana dia 25 de Agosto.