‘Action Movie Kid’ ou “o pai que fez do filho um herói de cinema”


Pais gravarem vídeos caseiros dos filhos enquanto estes são crianças é, desde a invenção das câmaras portáteis, um hábito de muitos por esse mundo fora. Uns mais bem enquadrados e realizados do que outros, a verdade é que já é da praxe parental fazê-los para mais tarde envergonhar os filhos à frente de amigos. Podem admitir, que é verdade.

Quem – em princípio – nunca se envergonhará de ser protagonista desse género cinematográfico caseiro quando for mais velho é James, mais conhecido por Action Movie Kid. Este pequeno é o herói de uma série de acção online realizada e produzida pelo seu pai, Daniel Hashimoto, do departamento visual da DreamWorks Animation e freelancer.

Com a ajuda do programa Adobe After Effects, Hashimoto produz pequenos vídeos caseiros do filho James a passear ou brincar em vários locais e, em pós-produção, adiciona efeitos, ambientes e situações perigosas que podiam ser retiradas de um filme protagonizado por Tom Cruise ou por qualquer um dos reformados do The Expendables.

A conta de YouTube na qual James é o herói tem quase 3 anos e já ultrapassou a fasquia dos 700 mil subscritores, com mais de 200 000 000 visualizações no total. Este sucesso viral fez Daniel Hashimoto ganhar o prémio Streamy Award 2014 para efeitos especiais e visuais, refletindo-se também em sucesso comercial, já que foi contratado pela Toys “R” Us para fazer alguns spots publicitários com o filho ou por outras marcas e produtoras de filmes para o mesmo efeito.

Numa entrevista recente ao Star Wars Show, na qual revelou que Star Wars: Return of the Jedi foi o filme que o inspirou a ingressar na carreira dos efeitos visuais no cinema, Hashimoto contou que começou a fazer estes “vídeos caseiros falsos” apenas para “entreter todos os seus amigos”, combinando um pouco as suas grandes paixões familiares e profissionais.

Para além dos vídeos, o Action Movie Kid tornou-se também um livro de histórias para crianças, da autoria de Hashimoto. É caso para dizer que a criatividade deste pai não tem limites e talvez, quem sabe, o filho possa usar a série online que criou como currículo para entrar em grandes produções de Hollywood daqui a uns anos. A Disney que vá preparando o contrato.