Ministro do Ensino Superior defende alternativas à praxe


Manuel Heitor, o actual Ministro da Ciência e Ensino Superior, quer afastar os órgãos envolvidos na praxe das actividades de recepção aos novos alunos do ensino superior.

Numa carta redigida aos reitores e presidentes das universidades e institutos politécnicos, tal como aos presidentes das associações de estudantes, Heitor defende que as comissões de praxe deixem de ser reconhecidas pelas instituições de ensino e critica a “humilhação” de que os caloiros têm sido alvo nos seus primeiros anos de faculdade às mãos das entidades praxantes.

Como alternativa, Manuel Heitor defende que estes rituais devem ser substituídos por programas de recepção apoiados pela Fundação para a Ciência e Tecnologia que tenham como principal foco a cultura e a ciência. “Não posso aceitar mais uma vez o ciclo repetitivo de imagens degradantes que nos envergonham”, escreveu o governante na carta.

Em declarações ao Público, o Ministro da Ciência e Ensino Superior disse que “há altenativas à humilhação” e sugeriu que as universidades tomassem as rédeas na organização de eventos alternativos à praxe.

Foto de: José Nascimento/Flickr