Samsung confirma problemas no Galaxy Note 7 e vai substituir equipamentos


Apresentado no início do Verão e entretanto elogiado pela imprensa, o Samsung Galaxy Note 7 era aguardado por todos aqueles que gostam de ecrãs grandes e que, desde o início, admiram a linha Note da fabricante sul-coreana. O Note 7 começou a chegar às casas dos consumidores no final de Agosto, mas quando tudo parecia estar a correr bem de feição para a empresa, eis que surgem relatos por algumas pessoas de que os seus recém-adquiridos equipamentos começaram a arder.

Os casos anormais foram ecoados pelas redes sociais e pela imprensa especializada. Num comunicado enviado às redacções, a Samsung confirmou que o problema reside numa “anomalia em algumas baterias” dos Note 7 comercializados, acrescentando que “até ao momento (com referência a 1 de Setembro), foram reportados 35 casos a nível global”.

A tecnológica sul-coreana acrescenta que decidiu suspenderas vendas do Note 7 “porque a segurança dos nossos clientes” e que vai proceder à troca dos equipamentos afectados por novos. “Recomendamos que os clientes entreguem os equipamentos nas lojas em que os tenham adquirido, ou em qualquer Centro de Assistência Samsung. Para mais informação sobre este processo, os clientes deverão contactar a Linha Azul da Samsung (808 20 72 67)”, refere a subsidiária portuguesa.

“Estamos a trabalhar de forma muito próxima com os nossos parceiros para garantir que esta fase de substituição decorrerá da forma mais conveniente e eficiente possível”, diz a Samsung, notando que quer continuar a “produzir produtos de alta qualidade” e que, por isso, “cada relato de incidente reportado pelos nossos clientes é considerado de forma muito séria”.

O Galaxy Note 7 chegou aos Estados Unidos a 19 de Agosto e tinha como data de lançamento em Portugal o dia 9 de Setembro. As pré-vendas no nosso país estavam a correr bem, tendo a sul-coreana comunicado ter esgotado as unidades disponíveis para este período antecipado de aquisição.