A Câmara de Lisboa tem 2,5 milhões para gastar mas precisa da tua ajuda


Desde 2008, a Câmara Municipal de Lisboa reserva uma verba do seu orçamento anual para a iniciativa Orçamento Participativo. Isto é, todos os anos os munícipes podem votar nos projectos em que querem que a Câmara invista esse dinheiro.

Pela nova vez, o Orçamento Participativo está de regresso a Lisboa e até 20 de Novembro, se residires na cidades, a tua voz pode ser ouvida. Chegaram ao município 566 propostas dos cidadãos (enviadas via internet ou presencialmente, nas Assembleias Participativas.), mas só 182 estão a votação no site lisboaparticipa.pt.

A Câmara de Lisboa tem 2,5 milhões de euros disponíveis para o Orçamento Participativo, divididos em dois grupos:

  • 1 milhão para projectos estruturantes/transversais (até 500 mil por projecto);
  • 1,5 milhões para projectos locais (até 300 mil por projecto), repartidos pelas cinco zonas da cidade (centro, centro histórico, norte, oriental e ocidental), de forma a assegurar uma distribuição equitativa de projectos vencedores por toda a cidade.

Cada cidadão pode votar em dois projectos, um de cada grupo. A votação pode ser feita online, por SMS (grátis para o número 4310, enviando OP + número do projecto) ou presencialmente nas sessões de apoio a voto ou no atendimento no número 149 da Rua de S. Julião.

Desta votação vão sair, no máximo, 12 ideias vencedoras, que serão financiadas pela autarquia e implementadas. Desde 2008, já foram investidos mais de 26 milhões de euros em projectos apresentados através do Orçamento Participativo. Podes consultar os projectos concluídos neste mapa interactivo e verificar o estado das 88 ideias vencedores aqui.

Lisboa foi a primeira capital europeia a implementar o Orçamento Participativo, com o objectivo de aprofundar a ligação entre a autarquia e os munícipes. Hoje, várias autarquias e juntas de freguesia promovem iniciativas semelhantes.