Facebook desliga anúncios na Tailândia por respeito à morte do rei


Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

A Tailândia está de luto desde esta quinta-feira. O país chora a morte do seu rei, Bhumibol Adulyadej, aos 88 anos. Chegou, assim, ao fim a maior monarquia da história. Bhumibol Adulyadej era venerado e visto como uma figura unificadora num país marcado por rivalidades políticas.

O governo tailandês decretou na última sexta-feira um dia livre, sem trabalho, para que a população pudesse prestar a última homenagem ao falecido rei, que passou os seus últimos dias com assistência respiratória no hospital Siriraj, em Banguecoque.

O Facebook decidiu também dar um descanso aos tailandeses ao suspender temporariamente a distribuição de anúncios no país. É a primeira vez que a rede social desliga a publicidade por completo num país. Segundo o Facebook, esta interrupção não afecta outros países e os anunciantes tailandeses podem distribuir anúncios fora da Tailândia.

fbtailandiamorterei_02

Também a Google prestou uma pequena homenagem a Bhumibol Adulyadej, ajustando as cores da homepage para tons cinza.

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.