As frases da Folia (dia 5)


Com casa cheia – mais de 400 pessoas estiveram presentes na sessão com a jornalista e escritora Clara Ferreira Alves –, Salman Rushdie distribuiu um verdadeiro festival de quotes. Pacificado com a Fatwa (se é que é realmente possível estar pacificado com uma ameaça de morte), mostrou em Óbidos o seu lado mais cosmopolita, a faceta de escritor consagrado que vive na big apple e que, como as suas personagens do mais recente livro Two Years Eight Months and Twenty-Eight Nights, levita sobre a multidão, observando-a e atentando aos detalhes — não é aí que mora o diabo?

Quanto às frases do dia (e uma colega bem me tinha alertado para este facto), a maior parte partiu evidentemente do escritor britânico, incendiário e contagiante no seu sarcasmo. Irene Flunser Pimentel ou Francisco José Viegas, representando a facção portuguesa, também deram a sua ajuda. No final das contas, o somatório de frases foi, parcial ou imparcialmente, como aqui se afixa:

 

“O princípio do poema está sempre na língua materna.” – Joan Margarit

“O futebol não é desporto, é um jogo de guerra.” – Francisco José Viegas

“Pelé trouxe arte, Eusébio trouxe golos e Maradona trouxe festa. Cruyff trouxe qualquer coisa de novo.” – Gabriel Alves

“Bach nunca fez nada que não fosse por encomenda. Eu estou na mesma.” – José António Pinto Ribeiro

“Se nós somos seres humanos, só há uma coisa a fazer, que é abrir a porta a outros seres humanos.” – Irene Flunser Pimentel

“I think people should read my work backwards.” – Salman Rushdie

“You’re still a cool kid.” [sobre Salman Rushdie] – Clara Ferreira Alves

“It’s true about Facebook that everyone is happy. The world is wonderful on Facebook.” – Salman Rushdie

“Twitter is this stupid noise in your ear.” – Salman Rushdie

“I decided I was not Kafka.” [sobre a criação de personagens inverosímeis] – Salman Rushdie

“I’ve chickened out of the revolution.” – Salman Rushdie

“I would really like not to mention religion ever again, because it’s such a tedious thing.” – Salman Rushdie

“I don’t think I could write a funny novel about the holocaust.” – Salman Rushdie

“Boris Johnson is just one of the worst people in the world.” – Salman Rushdie

“Futurology is the science of being wrong about the future.” – Salman Rushdie

“Very few books changed the world. Moby Dick didn’t even change fishing.” – Salman Rushdie