‘Ondas e Marés’: o novo vídeo da promessa do prog-rock português


Conjunto!Evite, cinco pistoleiros do Ribatexas procurados desde 2011 por semearem a desordem por onde passam, podiam ter tido futuro na música popular mas escolheram formar a maior banda de prog-rock do Mundo, ou qualquer coisa do género.

Em 2016 reuniram-se com o seu maestro símio e criaram um EP com duas caras, Ondas e Marés, retrato de uma banda perdida entre a selva e o mar, perita em desenhar compassos compostos mas obtusa a lidar com emoções simples. Já disponível para escuta online mas com edição física a caminho, limitada e disponível só para quem os apanhar na estrada.

São cinco mas actuam em quarteto. Não sabem fazer canções mas derretem-se com Beatles. Nunca quiseram ser do Metal mas têm um fraquinho por Mastodon e Iron Maiden. Enfim, tanta é a contradição que não é fácil coloca-los numa gaveta, mas talvez seja melhor assim, pelo menos destacam-se da paisagem.

conjuntoevite_02

Fábio Neves, José Deveza, Manuel Belo, Sebastião e Vicente Santos são o Conjunto!Evite, banda que nasceu da capacidade de sonhar que o prog-rock tinha pernas para andar mesmo depois de o punk lhe ter dado uma lição de humildade. Porque é fácil ficar perdido a admirar as grandes composições e os brilhantes executantes da década de 1970, mas não se procure aqui nenhuma vertigem virtuosa ou megalómana, estes putos cresceram no moche e sabem como abanar a cabeça mesmo em 7 por 4. Talvez o melhor seja imaginar um misto de ELP com QOTSA, cantado em português por dois instrumentistas que se descobriram vocalistas por genética ou falta de melhor opção.

Depois de em 2012 terem contribuído com duas músicas para o split da editora Deaf Cure, lançam em 2014 o seu primeiro disco, um homónimo que os levou a tocar nos Festivais Reverence Valada 2014, Pré- Reforma da FBAUL, Praia Polvo e Pão de Forma onde actuaram ao lado de Jorge Palma e Tim e a salas como MusicBox, Cine Incrível e Beat Club onde partilharam palco com bandas como os Marvel Lima, Moe’s Implosion, D3O, Beautify Junkyards, entre outros.

Em 2015, ficaram em primeiro lugar na 11ª edição do Concurso de Bandas de Garagem de Setúbal e lançam o documentário Conjuctivitis Sessions, realizado por Vasco Duarte e que acompanha a banda numa residência artística no Cine Teatro de Rio Maior. Para 2016 ficou reservado a gravação e o lançamento do seu novo Ep, Ondas e Marés, composto na Casa de Madeira e gravado no estúdio A Casinha dos Xutos e Pontapés. Com mistura de Sebastião Santos e Rodrigo Alexandre, a masterização ficou a cargo dos ouvidos do mestre Cajó.

conjuntoevite_03

Chamou-se EP ao que antigamente se chamava de Single, um vinil com uma faixa de cada lado. No lado A temos Doutor Simão, selva e rock’n’roll num instrumental com 3 fases, a puxar inspiração das obras As Minas de Salomão e Coração das Trevas. No lado B fica a peça que dá nome ao disco, Ondas e Marés, uma cantiga lenta de redenção com a amizade, que mistura saudade e fúria num cocktail molotov preparado para explodir ao vivo.

Ondas e Marés é uma óptima síntese de rock progressivo. Não preciso perguntar-lhes para saber que os Conjunto!Evite ouviram os mesmos discos que eu. Recuperar prog-rock sem resultar numa coisa bacoca e sem travo é um feito do caraças, que eles conseguem e fazem parecer a cena mais simples do mundo.” — Telmo Mendes Leal

Do estúdio para a estrada, resta agora ao Conjunto!Evite provar no palco a força deste EP com vários concertos já marcados e com destaque para o concerto de apresentação em Lisboa no Sabotage Club, onde vão poder contar com a primeira parte do grande Davide Lobão, voz da banda O Bisonte. Para já, mostram o seu novo vídeo, uma gravação ao vivo na Tertúlia do Deboche do seu segundo single “Ondas e Marés”, que podes ver em cima.