Podes ver o 1º episódio de ‘Westworld’ gratuitamente na internet e na tua TV


A nova série da HBO é um cruzamento pessimista entre duas realidades distintas com potencial para arrancar várias temporadas de sucesso. O primeiro episódio está disponível gratuitamente no site do TVSéries, canal que detém os direitos da série em Portugal, e no Videoclube da tua operadora.

No Shifter já assistimos à estreia de Westworld e comentamos, de seguida, as nossas primeiras impressões. Tentámos manter o texto spoiler-free, mas não prometemos ter conseguido. Por isso, se preferires vai ver o episódio e passa aqui novamente.

A HBO não é, nem era, propriamente uma desconhecida do grande público. No entanto, com o final anunciado da série mais popular dos últimos anos, a estação viu-se na necessidade de dar continuidade à fama qualitativa (e às receitas) que Game of Thrones lhe conquistou.

A tão esperada sucessora estreou-se esta segunda-feira, dia 3 de outubro. No entanto, se estás à espera de ver dragões e bastardos de espada em punho, nem sequer te dês ao trabalho de ligar a televisão. Semelhanças entre Game of Thrones e Westworld, são pura coincidência e só residem no tempo de antena dado à nudez e aos litros de sangue que vimos derramados durante a antestreia da série, que decorreu no final da última semana.

westworldprimeiroepisodio_02

O enredo já não é um mistério. Baseado no filme do mesmo nome, estreado em 1973 e protagonizado por Richard Benjamin e James Brolin, Westworld dá-nos uma perspectiva dramática de um parque temático futurista onde os humanos são imergidos numa realidade fictícia.

Em paisagem, o faroeste. Ou uma variante dele. Neste caso, o espaço é habitado por robôs humanóides (“Anfitriões”) dotados de uma inteligência artificial altamente desenvolvida. Na teoria, cada um deles é uma atracção com a função de acompanhar os visitantes em narrativas dinâmicas e estruturadas pela empresa que gere o parque. Na prática, servem maioritariamente para os chamados “recém-chegados” satisfazerem os seus desejos mais luxuriosos e sangrentos de forma despudorada.

westworldprimeiroepisodio_03

O primeiro episódio tem boa parte disso mesmo. Violações, tiroteios, tortura e escalpelamentos compõem uma moldura que enquadra e contextualiza uma terra “prometida” onde as personagens mais cliché (propositadamente) – como o bandido Hector Escaton (Rodrigo Santoro), procurado por diversas patifarias – coexistem com homens menos comuns como o sinistro Homem de Negro (Ed Harris).

Uma actualização falhada ao sistema de alguns humanóides começa a desenhar a espinha dorsal da história. Quando Peter Abernathy (Louis Herthum) descobre uma fotografia de um visitante e se cruza com elementos de uma sociedade mais moderna, o seu circuito entra em colapso e uma consciência da sua condição robótica começa a tomar conta do seu “raciocínio”. A filha Dolores Abernathy (Evan Rachel Wood), não actualizada, ignora. Mas, determinado, Peter enfrenta o seu criador, Robert Ford (Anthony Hopkins), uma espécie de artesão futurista, responsável por conceber os anfitriões que habitam o parque. Quando é ligado na “oficina”, Peter promete destruí-lo, fazendo prever um conflito iminente entre robôs e humanos.

westworldprimeiroepisodio_04

De lado há ainda várias questões que carecem de resposta e dão origem a subplots. Desde querelas empresariais que ameaçam a atual liderança do Westworld, às intenções do Homem de Negro, passando pela importância de Dolores para a trama, ainda a missa vai no adro.

Daqui em diante, o resto da temporada o dirá.