‘Uivo’, documentário sobre a voz de António Sérgio, passa a 1 de Novembro na RTP2

Documentário sobre o radialista terá a sua estreia em televisão.

Figura de proa da música alternativa em Portugal, António Sérgio nasceu em Benguela no ano de 1950 e desde cedo seguiu as pisadas do pai no universo radiofónico. Cruzou a Rádio Renascença, a Comercial, a XFM e a Radar, apresentando programas obrigatórios para as gerações atentas como Som da Frente (1982-1993), Lança-Chamas (1983-1990) ou A Hora do Lobo (1997).

António Sérgio foi uma voz da rádio, uma voz da divulgação e edição da música alternativa portuguesa. E é sobre a sua voz que Eduardo Morais realizou entre Março e Setembro de 2014 o documentário Uivo. O filme vai passar na RTP2 no dia 1 de Novembro, quando se assinalam cinco anos sobre a morte do radialista. Será a estreia do documentário em televisão.

Eduardo Morais, realizador, não fez parte da geração que acompanhou todo o percurso de António Sérgio mas quer fazer parte da história que ele deixou. Através de uma campanha de crowdfunding conseguiu reunir quase 3400 euros, um valor acima do pedido naquela plataforma, para realizar um documentário sobre uma das vozes mais conhecidas e mais queridas da rádio.

Radialista e divulgador musical, foi o percursor de programas míticos que deram a conhecer sobretudo a nova música rock, punk e new wave. Muitos imitaram o seu género de fazer rádio, mas poucos foram os que conseguiram, até ao fim, ser vozes de referência, na rádio, na imprensa escrita e na promoção de novas bandas e talentos. António Sérgio faleceu inesperadamente a 1 de Novembro de 2009.

uivo_02

A pesquisa nos arquivos e as entrevistas que fez deram origem ao documentário Uivo. Inicialmente, terá casa no Palácio Foz, em Lisboa, e daí passará por mais de vinte cidades – Porto, Coimbra, Guarda, Guimarães, Caldas da Rainha, Aveiro ou Faro.

Uivo mostra a vida de António Sérgio, desde o nascimento em Angola até à chegada a Lisboa, em 1963, aos treze anos, lançando-se depois aos meandros da sua vida profissional, onde se cruzam os depoimentos da família, de músicos, jornalistas ou colegas de rádio, onde se incluem João David Nunes, Luís Filipe Barros e Álvaro Costa, Nuno Calado, Henrique Amaro, radialistas da Antena 3.

Actualização a 10/03/2017: o documentário está agora disponível em streaming através da Antena 3.