De Obama para Trump: o “passar a pasta” na era digital

O futuro das redes sociais de Obama é mais interessante do que pensa.

Quando Donald Trump substituir Barack Obama na presidência dos Estados Unidos no dia 20 de Janeiro de 2017, o que vai acontecer ao Facebook, Twitter e Instagram do presidente cessante?

Obama foi o primeiro presidente norte-americano na era das redes sociais. Quando chegou ao cargo em 2008, o Facebook e o Twitter tinham pouco mais que dois anos de existência, e o Instagram ainda estava para ser inventado. George Bush, o anterior presidente, não tinha perfil em nenhuma das redes sociais, pelo que a equipa de comunicação da Casa Branca não teve de se ver a braços com o “passar a pasta” de Bush para Obama.

Com Trump, o caso é diferente. Enquanto presidente, Obama tem uma página no Facebook e no Twitter, identificadas com o username @POTUS. Existem ainda contas oficiais para a Casa Branca (@WhiteHouse), a Primeira Dama (@FLOTUS), a Secretaria de Imprensa (@PressSec) e o Vice-Presidente (@VP).

redessociaisobamatrump_02

Todas estas presenças serão arquivadas com o número 44, uma vez que Obama foi o 44º Presidente dos Estados Unidos. Assim, no Facebook e no Twitter, os posts e tweets do @POTUS vão ser transferidos para a conta @POTUS44. O @POTUS manterá os seus milhões de seguidores e será entregue a Donald Trump.

O mesmo vai acontecer com as restantes contas. Os tweets da conta da Casa Branca (@WhiteHouse) transitarão para o username @WhiteHouse44; no Facebook e no Instagram, os posts da residência presidencial mais importante do mundo passarão para a página @ObamaWhiteHouse. Este processo de transição afectará também as presenças que existem noutras plataformas, como o Medium, o Tumblr e o YouTube. Nenhum conteúdo será eliminado e as contas oficiais manterão sempre os seus seguidores.

As contas arquivadas passarão a ser geridas pelo National Archives and Records Administration (NARA), à semelhança de qualquer outro registo presidencial, e continuarão públicas.

O futuro das redes sociais do Presidente dos Estados Unidos e da sua equipa foi detalhado no blogue da Casa Branca.