Facebook anuncia novidades para o Messenger em Lisboa


David Marcus foi um dos oradores em destaque nesta primeira edição do Web Summit em Lisboa que decorre até quinta feira. O “dono” do Messenger, a aplicação de mensagens do Facebook, participou numa conversa sobre bots com Loic Le Meur, blogger francês e fundador da plataforma de eventos Leade.rs e apresentou algumas novidades.

Uma das novidades do Messenger chama-se Rooms. Esta funcionalidade já tinha sido vista anteriormente e, de acordo com David Marcus, será lançada em versão beta nos próximos dias. O Rooms vai permitir aos utilizadores do Messenger criar salas de chat (rooms) temáticas a que qualquer pessoa pode aceder para participar na conversa. Cada room tem um URL próprio (m.me/…) para que possa ser facilmente partilhado.

As outras novidades anunciadas dizem respeito à Messenger Platform, um conjunto de ferramentas e APIs que permitem aos programadores desenvolver chatbots na aplicação de mensagens do Facebook. A versão 1.3 da Messenger Platform representa mais um amadurecimento desta plataforma que já conta com mais de 30 mil bots criados.

messengerwebsummit16_02

As marcas vão, por exemplo, poder criar anúncios no News Feed que redireccionam os utilizadores para uma conversa privada no Messenger. David Marcus salientou a oportunidade que este casamento entre o News Feed e o Messenger pode representar para marcas e negócios, ao permitir construir relações one-to-one com fãs/clientes, cada vez mais importantes nas estratégias de marketing.

Em termos mais técnicos, os programadores vão ainda poder adicionar parâmetros de referência aos URLs m.me/username de forma a acompanhar a partir de que canais estão as pessoas a chegar para interagir com o seu bot – uma newsletter, uma secção específica do site, uma determinada página da app… Com esses parâmetros, o URL poderá ficar algo como m.me/username?ref=parameter.

Estes parâmetros de referência possibilitam diferentes experiências no Messenger para utilizadores que entrem em contacto com o bot em diferentes contextos. Por exemplo, um utilizador que clique no m.me de uma parte específica do site pode receber uma mensagem que referencie esse secção.

A Messenger Platform 1.3 inclui novos templates para exibir os conteúdos, que permitem adicionar um botão call-to-action ou uma imagem aos itens numa lista.

messengerwebsummit16_03

Entre outras alterações, a versão 1.3 da plataforma do Messenger melhora a pesquisa de bots por parte dos utilizadores comuns, ao introduzir alguns factores que destacarão os melhores serviços e experiências criados para o serviço. David Marcus salientou, durante o Web Summit, que nem todos os mais de 30 mil bots criados no Messenger são bons, mas defendeu que a tecnologia está no seu início e que, à medida que o tempo correr, vão nascer mais e melhores sistemas de conversação por inteligência artificial.

Podes ler mais sobre a Messenger Platform 1.3 aqui.