Afinal, o Vine vai sobreviver com um novo nome e um novo propósito


 

Em Outubro, o Twitter, empresa que detém o Vine, anunciou o encerramento da rede social e a remoção das apps móveis no início de 2017. Tudo se mantém, com uma pequena diferença: quando o dia chegar, as aplicação do Vine serão actualizadas com um novo nome e um novo propósito – Vine Camera.

Com o Vine Camera, poderás continuar a criar vídeos de 6 segundos em loop que poderás partilhar no Twitter, publicar noutra rede social ou guardar no telemóvel. Na prática, o Vine perderá todas as funcionalidades sociais e será transformada numa ferramenta de criatividade que tira partido da câmara do telemóvel, à semelhança do Bloomberg do Instagram.

Não foi avançada qualquer data de quando o Vine Camera será lançado e o Vine encerrado. Para já, os utilizadores estão a ser incentivados a descarregar o seu conteúdo (através da app ou do site) e a seguir no Twitter as contas que seguiam no Vine. De recordar que o site do Vine, disponível em vine.co, continuará activo como uma espécie de museu de vines.

Gostaste do que leste? Quanto vale conteúdo como este?

Trabalhamos todos os dias para te trazer artigos, ensaios e opiniões, rigorosos, informativos e aprofundados; se gostas do que fazemos, apoia-nos com o teu contributo.