Citizenfour: um documentário imprescindível que conta as revelações do cidadão Snowden

Passa esta segunda, às 22 horas, na RTP 1. Disponível a qualquer altura no Netflix.

 

Em Junho de 2013, Edward Snowden encontrou-se com o jornalista do The Guardian Glenn Greenwald e a realizadora Laura Poitras para revelar aquele que viria a ser considerado o maior escândalo governamental de espionagem e privacidade do mundo. Na altura, Snowden era um mero funcionário da NSA, anónimo como quase todos os outros.

Snowden passou a Glenn e a Laura informações confidenciais da Agência de Segurança Nacional norte-americana (NSA) e de outras agências de inteligência, desmascarando práticas secretas de espionagem digital a milhares de cidadãos dos EUA e do mundo. A polémica foi tornada público através da comunicação social, num trabalho coordenado por Glenn e pelo The Guardian. Laura documentou em vídeo os múltiplos encontros entre Glenn e Snowden num quarto de hotel em Hong Kong e apresentou o resultado em 2014. Citizenfour estreou no New York Film Festival.

O documentário deve ao nome de código que Snowden, ex-funcionário da NSA, utilizou na primeira vez que contactou Laura. Foi em Janeiro de 2013 que a realizadora norte-americana começou a receber e-mails encriptados de alguém que se identificava como “CITIZENFOUR”. Na altura, Laura estava a fazer um filme sobre abusos de segurança nacional no pós 11 de Setembro nos Estados Unidos.

Citizenfour é um “thriller da vida real” desenrolando-se minuto a minuto perante o nosso olhar. Um documentário imprescindível para compreender o mundo hiper-conectado em que vivemos e um complemento obrigatório a Snowden, o filme de Oliver Stone com Joseph Gordon-Levitt.

Podes ver o Citizenfour quando quiseres no Netflix. Se não fores assinante do serviço de streaming, não percas a transmissão do documentário, premiado com um Óscar, esta noite, às 22 horas, na RTP1.

Gostaste do que leste? Quanto vale conteúdo como este?

Trabalhamos todos os dias para te trazer artigos, ensaios e opiniões, rigorosos, informativos e aprofundados; se gostas do que fazemos, apoia-nos com o teu contributo.