Hater: uma app para conheceres quem detesta as mesmas coisas que tu

Quão mais fácil é conhecer pessoas novas se à partida já souberes de que é que elas não gostam?

Não suportas aquelas modernices das natas de soja, da manteiga de soja, do leite de soja e por aí em diante? Ou detestas pessoas que não gostam de acampar em festivais? Ou ainda melhor: já não consegues olhar para a cara de Trump? No Hater consegues encontrar todos aqueles que partilham a tua opinião.

Primeiro o Tinder, a ligar pessoas com base nos interesses comuns; depois o Foodfriends, que te põe a jantar com o desconhecido ideal e ainda te permite encontrar bons restaurantes. O Hater é a mais recente inovação no campo das aplicações de encontros. Com elas, vais poder conversar com pessoas que não gostam das mesmas coisas que tu.

Disponível em versão beta para iOS (a aplicação oficial chega dia 8 de Fevereiro), o Hater permite conhecer pessoas novas sabendo à partida aquilo de que elas não gostam.Depois de escolheres as tuas preferências de gostos e temas, a aplicação dá-te uma lista de pessoas que te podem agradar e que partilham a tua repugnância em relação a determinados temas. A forma de utilizar o Hater não é muito diferente da do Tinder: deslizar para cima se adoras, para baixo se odeias, para a direita se gostas e para a esquerda se não gostas.

Numa fase inicial, terás cerca de dois mil tópicos base para estabelecer conexões. No entanto, a ideia é que os utilizadores vão acrescentando mais e que criem a sua própria lista de coisas que odeiam, para que os haters dos D.A.M.A. ou da Casa dos Segredos possam encontrar-se e finalmente barafustar até mais não, sabendo que terão do outro lado alguém que os compreende.

Brendan Alper, fundador do Hater, explica que tudo isto começou com uma piada: “Na altura tinha abandonado o emprego na Goldman Sachs, uma financeira multinacional, e andava a tentar encontrar ideias esquisitas para me tornar um escritor de comédia. Foi nessa altura que pensei nisto. E quanto mais pensava, mais me ia apercebendo de que não era só uma ideia com piada e que até fazia bastante sentido.”

Mal sabia ele que o que pensou está comprovado cientificamente. De acordo com um estudo da Universidade da Flórida, as pessoas fazem amizade mais facilmente com quem detesta as mesmas coisas que elas. Podes ver mais sobre esta série de estudos realizados pela psicóloga Jeniffer Bosson aqui.