John Oliver fala do problema de Trump com a verdade

Uma peça de 20 minutos bem pertinente.

Last Week Tonight de John Oliver regressou à antena da HBO este mês. No primeiro episódio da nova temporada, a quarta, o apresentador britânico mais famoso da televisão norte-americana falou de Donald Trump e da relação do recém-eleito Presidente com a verdade.

Apesar de este episódio do Last Week Tonight ter sensivelmente uma semana (na emissão mais recente falou-se de Putin), os acontecimentos do fim-de-semana mantém-no bem actual. Num discurso feito no sábado, Trump referiu-se a um ataque terrorista na Suécia que nunca aconteceu, tendo no domingo esclarecido que se referia a uma reportagem que tinha visto na Fox News. Ora este é o problema que John Oliver precisamente aponta no seu programa.

Oliver defende a teoria de que Trump obtém informação através do que vê na televisão e essa é a causa de algumas declarações serem tão polémicas. O apresentador cita o site PolitiFact, que analisa a veracidade dos discursos políticos, para contextualizar que Trump não é o primeiro Presidente a veicular informação falsa, mas fá-lo mais que qualquer outro Presidente – 25,2% das declarações de Obama são falsas enquanto que para Trump essa percentagem é de 69,9%.

Um Presidente deve estar mais informado que qualquer cidadão mas Donald Trump não parece ter consciência disso. As não-verdades do Presidente norte-americano passariam despercebidas se não fosse o escrutínio dos media que ele tanto critica e condena. A relação de Trump com a verdade é um problema sério e John Oliver pega muito bem nele.