O dia em que Panda Bear se declarou aos… 4Taste

Foi como uma carta de São Valentim atrasada.

Foi como uma carta de São Valentim atrasada. No dia 15 de Fevereiro de 2007, na Guestlist, rubrica semanal da Pitchfork, entrevistou Noah Lennox, ou seja, Panda Bear, prestes a editar Person Pitch, álbum do ano para muitos, já há três anos a viver em Lisboa e mais familiarizado com a cultura do que poderíamos imaginar. A missão da rubrica, nas palavras da própria webzine, era:

“Todas as semanas, questionamos os nossos artistas favoritos para ficarmos a par do que andam a fazer nos últimos tempos: as canções que não conseguem parar de ouvir, os livros que não conseguem pousar e as bandas que levariam para digressão.”

Ao 1º desafio, “Favourite Songs of the Past Year” diz não ser o tipo de pessoa que ouve muita música e escolhe o último álbum de J. Dilla, Pigloo (culpa do filho) e uma canção dos Excepter. Ao 2º desafio, “Favourite Old Songs At the Moment”, percebe-se que Lennox é peculiar na forma como escolhe e ouve música: um dos meus sítios favoritos para ouvir música é a Fnac. Escolhe os Wham, Zombies e Police. Normal. Mas é o 3º desafio que torna este texto altamente partilhável: “Favourite New Band”. Eis a citação completa:

“A este respeito, acho que posso nomear os 4Taste, uma das minhas novas bandas favoritas. São uma boys band portuguesa criada para uma série de ficção local para adolescentes chamada Morangos Com Açúcar. É bastante boa, mas a banda rasga, gosto de todas as canções que ouvi. Acho que não são os membros que as escrevem, mas não tenho a certeza. Não quero tirar-lhes o mérito, porque sinto que estão a fazer exatamente o que a vontade lhes diz e estão a fazê-lo bem e acho isso fantástico.”

Não sei se condicionados, mas as restantes escolhas parecem bastante razoáveis.