RTP disponibiliza 60 anos de arquivo gratuitamente na net

A RTP Memória, agora em streaming.

Chama-se RTP Arquivos e foi lançado esta segunda-feira, 6 de Março, por ocasião do 60º aniversário da estação pública que se assinala oficialmente dia 7. A plataforma dá acesso gratuito a mais de 6500 registos de som e vídeo do arquivo da RTP.

Desde 1936 com o início das emissões de rádio e desde 1957 com a chegada da televisão, a RTP tem construído um vasto e riquíssimo arquivo de conteúdos. Um repositório de valor inquestionável que, hoje, acaba por contar a história de Portugal das últimas seis décadas.

Com o arquivos.rtp.pt, o património audiovisual da RTP, que outrora fechado na sede do grupo público de rádio e televisão, passa a estar acessível online para todos. O acervo congrega diferentes suportes e formatos e uma grande diversidade de conteúdos, da ficção ao documentário, da informação ao entretenimento, do institucional ao desporto.

O RTP Arquivos vai estar doravante em permanente actualização num trabalho continuado de adição de novos vídeos, áudios, fotografias e textos. Os conteúdos estão devidamente catalogados e contextualizados de modo a assegurar uma pesquisa fácil e eficaz. Alguns podem ser encontrados em colecções – uma seleção dos conteúdos mais representativos sobre os temas e personalidades mais marcantes da nossa história. No RTP Arquivos encontras também alguns dos programas mais emblemáticos da RTP, como a Via Faia ou O Tal Canal.

Todo os sons e vídeos disponibilizados no RTP Arquivos são gratuitos em streaming, podendo ser descarregados em ficheiro ou disponibilizados num CD por meio de licenciamento. Seja para guardar em casa ou para passar numa escola, podes pedir os conteúdos à RTP e ficar com eles, mediante o pagamento de um valor a determinar pela estação pública. Para uso doméstico/privado, o preço a pagar é de 1 euro por minuto sendo que ficas com o som ou o vídeo para sempre. Podes consultar a tabela de preços aqui.

O RTP Arquivos arranca com 6500 conteúdos mas o objectivo é disponibilizar todo o acervo do grupo público de rádio e televisão ao longo do tempo.