Caminhos: um projecto cultural que une 13 concelhos

Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Sertã, Tomar, Torres Novas, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha.

Programar em conjunto é o objectivo do Caminhos, um novo projecto de programação em rede que pretende colocar a região do Médio Tejo na rota do turismo cultural. O Caminhos vai concretizar-se através de três roteiros anuais, transversais a 13 concelhos, sendo que o primeiro deles decorre já de 11 a 16 de Abril.

Vai chamar-se Caminhos do Ferro e será dedicado à dança. Seguir-se-á o Caminhos da Água, que será sobre música e acontecerá em Julho, e o Caminhos da Pedra, que terá foco no teatro e acontecerá em Outubro. Nestes três momentos de programação, que podem ser conhecidos em detalhe aqui, o objectivo é comum: o de “divulgar e afirmar um Médio Tejo rico em património e acessível por diversas vias, que se entrecruzam e se desmultiplicam em inúmeras possibilidades de percurso e de experiências”, conforme se lê numa nota de divulgação.

São os Caminhos que nos ligam e a nova rede de itinerância criada pela Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo vai trilhar a região ligando os traços que estão presentes na cultura, nas gentes e no património de cada um dos 13 concelhos do seu território de intervenção. Uma iniciativa idealizada com a consciência de que o património são também as pessoas e que os Caminhos são feitos por quem os percorre, seja todos os dias seja pontualmente, e se cruza com as paisagens, os monumentos, os espaços culturais, as casas, as praças e as ruas. O mote “Médio Tejo – Uma região a caminho” traduz-se em diferentes roteiros de formação e animação cultural que prometem deixar marcas da sua passagem e têm como base de referência os percursos desenhados pelas linhas férreas do Norte, da Beira-Baixa, do Leste e do Ramal de Tomar, os leitos dos rios Tejo e Zêzere, além do Alviela, do Almonda e do Nabão, e as importantes auto-estradas, estradas e caminhos que abrem a região a múltiplos acessos.

O Caminhos promete animar os municípios de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Sertã, Tomar, Torres Novas, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha, interligando as paisagens, os monumentos e espaços culturais, as casas, as praças e as ruas de cada um deles.

O ritmo da região vai ser marcado por actividades destinadas a todos os públicos, programadas de forma a que se caminhe pelas localidades abrangidas e se consiga, de forma gratuita, usufruir dos vários espectáculos multidisciplinares que o Caminhos oferece. No primeiro Caminhos de Ferro, estarão em destaque os concelhos com estações ferroviárias – Abrantes, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Tomar e Vila Nova da Barquinha.

O Caminhos é promovido por uma equipa alargada, incluindo Luís Ferreira, criador do festival Bons Sons, e do 23 Milhas, iniciativa que veio a redefinir a cultura em Ílhavo.