Walls: uma curta contra muros e barreiras

É um vídeo incrível mas não quisemos parecer clickbait.

 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Numa altura em que se fala quase diariamente de construir muros, importa reflectir se as barreiras do nosso mundo são todas elas reais – de betão, ferro ou cimento – ou se também as há nas nossas cabeças. Importa também reflectir sobre quem nos constrói estas paredes e limites que nos impedem de pensar fora da caixa.

Demos conta deste vídeo INCRÍVEL (já dissemos que gostámos MESMO?) por ter sido uma escolha do staff do Vimeo. Percebemos depois que recebeu uma série de prémios (merecidos) e que é da autoria de um colectivo de cineastas de Dortmund, na Alemanha.

Walls é a primeira curta-metragem da I AM HERE. Maik Schuster, Fatmir Dolci e Max Paschke são os autores do filme que, segundo os próprios, explora a “energia gerada através dos confrontos humanas com paredes”. O desejo de liberdade e satisfação é tão humano quanto o desejo de construir muros para a ordem quotidiana”, como se lê na descrição do projecto.

Em Walls, acompanhamos três indivíduos que, em três países diferentes que em comum têm o facto de estarem sob uma tensão político-social, tentam superar as suas barreiras – tanto as físicas como as mentais. Conforme nota o site Highsnobiety, o Walls foi um filme que ele mesmo quebrou barreiras, ao juntar pessoas da Alemanha, Palestina, Croácia, França, Gana e Israel na sua concretização. Da música do produtor francês Phazz ao muro central da história na Palestina, esta curta é uma lição sobre solidariedade e cooperação internacional.

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!