O futuro de Obama é bem futurista

Barack e Michelle Obama mostraram o futuro Centro Presidencial de Obama, que será construído em Chicago.

 

Se já estavas com saudades da família Obama, trazemos-te algo que te vai permitir matá-las e sentir que até fazes um bocadinho parte do clã. É que a casa oficial da antiga “família real” norte-americana vai ganhar contornos bem mais modernos e futuristas que a velhinha Casa Branca.

Barack e Michelle Obama lançaram o aguardado conceito de design para o novo Centro Presidencial de Obama, localizado em Jackson Park, na cidade natal do casal, Chicago. O projecto dos arquitectos nova iorquinos Tod Williams e Billie Tsien mostra uma grande praça pública, flanqueada por um museu, biblioteca e fórum para criar um campus espaçoso e um parque que estarão abertos ao público.

Sendo a estrutura mais alta da paisagem, o museu – que será espaço para exposições, salas de reuniões e salas de aula – vai, provavelmente, tornar-se o principal marco arquitetónico do Centro. Tod Williams e Billie Tsien são conhecidos pelas suas fachadas, particularmente no caso do Folk Art Museum em Nova York, que está actualmente a ser desmantelado para dar espaço a uma controversa expansão do MOMA.

A biblioteca do Centro terá expostos artefactos do tempo de Obama como Presidente, e o fórum vai inclui um auditório, restaurante e jardim. Este é apenas o projecto inicial, não é fixo, e a família Obama está à procura de contributos para o poder melhorar. O complexo levará cerca de quatro anos a ser construído mas Barack e Michelle Obama vão começar já a trabalhar para a comunidade, com a criação de um programa de emprego jovem no valor de 2 milhões de dólares.

O plano foi apresentado em Março, e no evento, Obama discutiu-o com a comunidade, respondendo a muitas das preocupações em torno da construção do Centro – particularmente por obrigar ao encerramento de uma estrada. Apresentados os estudos e soluções, o ex-Presidente dos EUA referiu que o Centro “não é apenas um edifício. Nós queremos transformar o Jackson Park para que se volte a tornar um parque das pessoas”.

Ao longo da conversa, Obama deixou claro que ele e Michelle não são estranhos naquela zona, com referências a tacos, grelhados e Chance the Rapper, e reminiscências sobre seu primeiro apartamento juntos. “Esta não é uma entrevista formal, porque estou em casa!”, exclamou no início da reunião. “Michelle sempre me disse que uma das coisas que mais a irritava nesta zona era não poder andar de trenó no inverno porque não havia nenhuma colina.” Solução? O design do centro incorpora um monte perfeito para sledding.

Ao longo de todo o discurso, Obama provou o seu ponto. Depois de ter ocupado um dos cargos mais importantes do mundo, o ex-Presidente vai continuar a dedicar a sua vida às pessoas. O centro tem uma forte componente comunitária, e se for mesmo cumprida a visão do proprietário, o espaço terá, por exemplo, 30 lotes no jardim para as 30 escolas da cidade poderem aprender sobre plantas, agricultura e poderem plantar os seus próprios produtos (Obama ainda referiu que provavelmente ele e Michelle iriam fazer companhia às crianças).

O tempo dirá se o Centro Presidencial de Obama vai viver de acordo com as ideias do seu Presidente, mas tudo indica que será o palco de uma política de continuidade daquilo que foi sendo o trabalho de Obama em Washington. Afinal, dirigir um centro comunitário provavelmente não deve ser assim tão diferente de administrar um país.

Gostaste do que leste? Quanto vale conteúdo como este?

Trabalhamos todos os dias para te trazer artigos, ensaios e opiniões, rigorosos, informativos e aprofundados; se gostas do que fazemos, apoia-nos com o teu contributo.