Uma bandeira LGBTQ+ ainda mais inclusiva

Uma campanha norte-americana adicionou mais duas cores ao arco íris.

bandeira LGBTQ+
 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Chegou a tempo da Semana Mundial do Orgulho Gay e pretende ser mais um passo na igualdade e orgulho generalizado na diferença. A campanha #MoreColorMorePride propõe adicionar o preto e o castanho ao vermelho, laranja, amarelo, verde, azul e roxo que compõem a famosa bandeira LGBTQ+, uma iniciativa para promover a inclusão racial e condenar a discriminação em função da cor da pele.

O projecto foi uma ideia do Gabinete de Assuntos LGBT da cidade de Philadelphia, nos Estados Unidos, e foi levado a cabo pela agência de Publicidade e Relações Públicas Tierney. Garantem que não querem desrespeitar o ícone criado em 1978 por Gilbert Baker, exaltam todos os grandes passos dados nos últimos anos em direção à inclusão mas dizem querer dar só mais um, pequeno, mas importante.

A acção sublinha que, apesar dos avanços, este ainda é um assunto. O objectivo da #MoreColorMorePride é não esquecer mesmo NINGUÉM e ser o ponto de ignição para uma discussão “tão necessária”, para que esta comunidade cada vez mais e verdadeiramente inclusiva.

A campanha incluiu também uma série de merchandasing, mas o sucesso foi tanto que à falta de mais produtos, os organizadores convidam quem quiser a criar as suas próprias t-shirts, pins ou posteres. No site oficial podes fazer download de todo o material gráfico disponível. Partilha depois as tuas criações com a hashtag #MoreColorMorePride para pertenceres à comunidade e fazeres parte do movimento mais inclusivo do mundo.

Confere em baixo o vídeo feito pelo Gabinete para os Assuntos LGBT de Philadelphia que reúne os principais motivos que levaram à criação desta campanha.

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!