Crowdfunding pede 5 mil euros para ajudar as vítimas de Pedrógão Grande

Campanha foi lançada por um cidadão com vontade de fazer algo.

Crowdfunding Pedrógão Grande
 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Uma tragédia sem precedentes em Portugal. Pelo menos 62 pessoas morreram num incêndio que atingiu a região de Pedrógão Grande, em Leiria, este sábado. Mas o número de vítimas é ainda maior – há 54 feridos e estimam-se mais de 150 desalojados. A causa, dizem as autoridades, terá sido a trovoada seca que se sentiu durante um fim-de-semana quentíssimo.

Em alturas como esta, sentimos-nos incapazes de ajudar, mas podemos sempre fazer algo. Sérgio Gonçalves, “apenas um cidadão a tentar ajudar para além da indignação sem açção”, decidiu recorrer à plataforma PPL.com.pt para montar uma campanha de crowdfunding com o objectivo de angariar 5 mil euros para as vítimas de Pedrógão Grande.

“Vamos organizar um bolo que faremos chegar a quem mais necessitar. A ideia é não ficar parado. Se surgir um movimento nacional, poderemos sempre associar esta acção a outras”, lê-se na página. “Precisamos de todo o apoio possível para aliviar o sofrimento das populações afectadas.”

Nos primeiros minutos da campanha, foram angariados 85 euros de três apoiantes. A campanha decorrerá durante dois meses. Sérgio garante que o crowdfunding foi a forma mais rápida que encontrou para poder fazer algo relativamente à tragédia de Pedrógão Grande e que não quer qualquer tipo de promoção pessoal com ela. Vive em Lisboa, tem dois filhos e é director de vendas da Live Content, conceituada agência de publicidade digital.

O Shifter conseguiu comprovar a autenticidade desta campanha. Sérgio disse-nos que os fundos recolhidos serão “entregues onde for mais necessário” e que ele mesmo pode entregá-los pessoalmente às vítimas. “A ideia é esperar para ver como canalizar as verbas mas, no limite, estamos em Portugal, somos poucos e estamos perto!”

Outras iniciativas de apoio estão a surgir e vão surgir nas próximas horas e dias. A Caixa Geral de Depósitos criou uma conta solidária – “Unidos por Pedrógão” – e já doou 50 mil euros para apoiar as vítimas da tragédia. O IBAN desta conta é PT50 0035 0001 00100000330 42.

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!