Dennis Rodman vai à Coreia do Norte representar o “cachimbo da paz”

A viagem da antiga estrela da NBA é patrocinada pela Potcoin, a "Bitcoin" da erva.

Dennis Rodman erva

Nos últimos dias, começou a circular a notícia de que Dennis Rodman, antiga estrela da NBA, estaria novamente a caminho da Coreia do Norte. As fotografias no aeroporto e do bilhete de avião na companhia Koryo não deixavam dúvidas de que o destina seria um dos países mais secretos do mundo, mas sobravam quanto ao motivo da sua visita. Apesar da pista que a sua t-shirt revelava, a verdade é que estávamos longe de imaginar.

A convite da Potcoin, uma variação da bitcoin utilizada na indústria da erva nos Estados Unidos, Dennis Rodman vai reencontrar-se com o seu amigo para a vida Kim Jong-un. Tudo isto pode parecer normal atendendo às milhas de Rodman, mas tem um outro predicado destacado por Vo Volo, o marketeer responsável pela acção. É que Dennis Rodman é (provavelmente) o único homem no mundo amigo de Kim Jong Un e Donald Trump em simultâneo, pelo que, a sua visita é vista por alguns como uma tentativa de mediação da difícil relação entre as duas nações.

Se Rodman é o homem certo para a função só o tempo dirá – como tem dito de Trump e Kim Jong-un –, o que é certo é que a acção de marketing já está a dar frutos para a Potcoin, que valorizou nos últimos dias perto de 60%.

Na internet (claro) já se especula que a libertação do estudante norte-americano Otto Warmbier possa ser o primeiro reflexo da chegada ao “cargo” de embaixador do antigo basquetebolista.