A magia de um filme numa só frame

Jason Shulman é o autor do projecto Photographs of Films.

The Texas Chainsaw Massacre (1974)

Jason Shulman é um escultor londrino autor do projecto Photographs of Films. Através de uma técnica de exposição ultra longa, o artista britânico consegue capturar um filme inteiro em apenas uma fotografia. Os resultados são imprevisíveis e por vezes algumas das fotografias parecem ter pouco em comum com os filmes que representam, mas Shulman sublinha que o seu objectivo é que os espectadores vejam as obras à sua maneira“As pessoas trazem o seu próprio tema para a festa (…) é como ver formas numa nuvem, eles vêem o que querem ver”, afirmou o artista em entrevista à CNN.

Alice in Wonderland (1951)
Dr. Strangelove (1964)

Shulman fotografou uma série de clássicos cinematográficos, como Alice in Wonderland (1951), Dr. Strangelove (1964) ou Yellow Submarine (1968), apresentando-os ao mundo sob a forma de uma única imagem. O resultado pode ser interpretado como o código genético visual de cada obra, representado por uma imagem repleta de texturas, sombras e formas abstratas. “Podia pegar em todos os frames e baralhá-los, não importa a sequência, chegaria sempre à mesma imagem que eu cheguei”, explicou Shulman ao jornal britânico The Guardian.

2001: A Space Odyssey (1968)
Yellow Submarine (1968)

Em entrevista à Another Magazine, o artista explica como foi surpreendido pela sua própria técnica“Montei a minha câmara à frente do computador (…) à espera que uma exposição de hora e meia de filme resultasse no mesmo que uma mistura de plasticina – uma tonalidade monótona de castanho (…) Fiquei muito surpreendido quando estas interessantes traduções dos filmes começaram a aparecer.”

Duel (1971)
The Texas Chainsaw Massacre (1974)

A exposição do projeto Photographs of Films, esteve em exibição entre 12 de Maio e 4 de Junho na Cob Gallery, em Londres, onde estiveram ao todo expostas 54 fotografias. A coleção completa pode ser vista no site oficial do artista.