Primeira licenciatura em acupuntura lançada em Portugal

O Instituto Politécnico de Setúbal vai abrir 20 vagas para a primeira licenciatura em acupuntura.

 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

A Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Setúbal (ESS/IPS) acaba de ver acreditada pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) o Curso de Licenciatura em Acupuntura, tornando-se assim na primeira instituição pública de ensino superior a disponibilizar oferta no âmbito desta área.

Vão abrir 20 vagas já no próximo ano lectivo (2017-2018). A licenciatura tem quatro anos de formação e 240 ECTS, à semelhança dos outros cursos de licenciatura na área da saúde. Esta tem como principal objectivo a formação de profissionais capazes de “conciliar os conhecimentos nas áreas de Acupuntura e Ciências Técnicas e Clínicas e Ciências Fundamentais à posse de competências profissionais, comunicacionais e relacionais adequadas aos contextos da prestação de cuidados de saúde, para intervir na resolução e prevenção de patologias e necessidades para as quais a acupuntura é indicada”.

A acupuntura é uma terapia milenar com origem na China, caracterizada pela aplicação de agulhas pelo corpo, estimulando as terminações nervosas existentes na pele e nos outros tecidos, enviando assim mensagens ao cérebro. Esta técnica está integrada nas terapias não convencionais, contudo é cada vez mais são conhecidas as suas  potencialidades e benefícios na promoção da qualidade de vida das pessoas.

Mais informações sobre a licenciatura em ess.ips.pt.

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!