Mark Zuckerberg usa sempre a mesma t-shirt… e não é barata

Cada t-shirt do fundador do Facebook deverá custar entre 300 e 400 dólares e são concebidas por um designer italiano.

Quando, no início de 2016, o fundador do Facebook mostrou o seu guarda-roupa tornou-se evidente a sua preferência pela mesma t-shirt e pelo mesmo hoodie cinzento. Se dúvidas houvessem de que Mark Zuckerberg se vestia sempre uniforme, como os desenhos animados, a foto que partilhou no seu Facebook demoveu-as por completo.

São raras as vezes em que vemos o Zuckerberg com outro vestuário que não aquela t-shirt e aquele hoodie, acompanhados por umas calças de ganga básicas e por uns ténis. Usa-os no dia-a-dia de trabalho no Facebook e nos eventos da empresa, para correr e até na sua “digressão” em torno dos Estados Unidos.

Só mesmo grandes momentos exigem mais formalidade

De qualquer das formas, o CEO do Facebook já explicou o motivo – é menos uma escolha diária que tem de fazer. Dessa forma, não tendo de escolher todos os dias que roupa vestir,  pode canalizar mais energia para o seu trabalho e a missão do seu Facebook: aproximar o mundo.

Embora a escolha pareça banal, o preço do outfit é tudo menos democrático. As peças são da autoria do designer de moda italiano Brunello Cucinelli e cada uma deverá custar entre 300 e 400 dólares, no caso das t-shirts e 3 mil dólares no caso do hoodie. Escusado será dizer que nenhuma das peças de vestuário estão disponíveis para venda, por serem personalizadas para Mark Zuckerberg.

Mas se não podes ter uma t-shirt original, que tal uma réplica? Foi a ideia dos criadores do site zuckerbergshirt.com, uma loja online que se dedica a produzir e vender réplicas fidedignas e de afirmada qualidade por 40 euros, 10% do preço original – na loja online é referido que as t-shirts são o mais próximo possível das que Zuckerberg usa, depois de uma análise pormenorizada ao material, à cor e ao tamanho.

 

 

Mark Zuckerberg não é o único executivo pragmático no seu vestuário. No mundo da tecnologia, Steve Jobs, fazia questão de vestir sempre a icónica camisola preta de gola alta, do designer Issey Miyake, calças de ganga e ténis New Balance. Noutras áreas podem destacar-se exemplos como Albert Einstein, Barack Obama ou, num contexto mais local, Ricardo Araújo Pereira que já tantas vezes vimos a ser confrontado com o facto de usar sempre fato preto e camisa branca.