Milhões de Festa vai ter colunas debaixo de água para ouvirmos os concertos

Vais poder estar dentro da piscina a curtir a música curada pela Red Bull Music Academy.

 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

A piscina é uma das principais atracções do Milhões de Festa e o cantinho concedido à Red Bull Music Academy (RBMA) para mostrar alguma da melhor electrónica emergente – uma curadoria rigorosa, que este ano inclui nomes como Jamal Moss, Mehmet Aslam, Sly & The Family Drone e Barrio Lindo + Lavoisier, entre outros.

Nesta 10ª edição do Milhões de Festa, a piscina tem uma grande novidade: colunas debaixo de água para que, num mergulho ou noutro, não fiquemos desconectados dos concertos. É um sistema de som subaquático semelhante ao usado em natação sincronizada e que vai permitir aos festivaleiros ouvir a música dentro da piscina.

No dia 21 de Julho, a abertura do palco RBMA será marcada por um encontro inédito entre o projecto Barrio Lindo, com origens divididas entre Buenos Aires e Berlim e de volta à piscina de Barcelos, e a dupla portuguesa Lavoisier, que esteve recentemente no Red Bull Radio Pop-Up Studio, em Lisboa. GPU Panic, o mais recente produtor português a participar na Red Bull Music Academy, convida outro ex-participante, o suíço Shake It Maschine, para outro encontro em estreia absoluta. A Orchestra of Spheres da Nova Zelândia e Mehmet Aslan da Turquia completam um programa que engloba uma electrónica mais dançante e, em simultâneo, os grooves psicadélicos mais hipnotizantes.

O dia 22 arranca com um encontro da electrónica abrasiva de MMMOOONNNOOO (alumni Red Bull Music Academy) com a bateria primal de Joaquim Albergaria. Passa também pelo reverb da surf guitar de O Bom, O Mau E O Azevedo, estende-se ao set de hip hop e electrónica da dupla dinâmica Supa & Mvria, mesmo antes da tarde culminar no oceano de ruído industrial do projecto britânico Sly & The Family Drone.

No último dia do festival, os beats futuristas do alumni RBMA, Ghost Wavvves, alinham-se com as rimas inovadoras de Mike El Nite. Segue-se a reinterpretação punk dos ingleses Shame, o jazz de recorte electrónico do percussionista indiano Sarathy Korwar e, finalmente, o house devocional e cósmico de Jamal Moss aka Hieroglyphic Being.

Os concertos da piscina do Milhões de Festa poderão não só ser escutados debaixo de água, mas também online, através de um livestreaming gratuito no site da Red Bull.

Se não conseguirmos aumentar o número de patronos, a 2ª edição da revista será a última, e o Shifter como o conheces terminará no final de Dezembro. O teu apoio é fundamental!