Investigadores apresentam o primeiro telemóvel sem bateria

Parece uma espécie de sonho ou um excerto de um filme de ficção cientifica, mas não é.

primeiro telemóvel sem bateria

Parece uma espécie de sonho ou um excerto de um filme de ficção cientifica, mas não é. Numa era em, que graças ao lado irresistível dos smartphones, a bateria dos mesmos torna-se um assunto importante nas nossas vidas, uma equipa de investigadores da Universidade de Washington experimentou uma hipótese que tem tanto de improvável como de espectacular – criar um telemóvel capaz de estabelecer ligações áudio sem precisar de uma bateria.

Este novo aparelho necessita apenas de um armazenamento de 3.5 microwatts de energia, indo buscar a restante energia de que necessita para o processamento e envio da informação aos elementos do ambiente exterior como as ondas rádio e a luz, tendo, para tal, um mini-painel solar incorporado com a dimensão de um grão de arroz.

Nos testes feitos em laboratório, a equipa responsável pelo desenvolvimento do projecto, percebeu que ao produzir energia através das ondas RF, conseguia emitir um sinal até à estação-base a 9 metros de distância, enquanto que, utilizando pequenos células fotossensíveis para o mesmo efeito, essa distância quase duplicava, atingindo os 15 metros.

A novidade não se prende apenas com o pequeno aparelho que, por si só, não tem nada de altamente distintivo, mas sim com a capacidade de criar um base para o sistema que permita o envio e recepção de dados com tão pouca energia, permitindo estabelecer ligações que possibilitam chamadas de áudio. O primeiro protótipo deste telemóvel sem bateria foi feito a partir de materiais que os cientistas tinham no laboratório, pelo que, pelo aspecto, o produto está longe de ser comercializável, apesar da sua eficiência testada em laboratório.

O resultado mais entusiasmante da experiência foi uma chamada feita por Skype com envio e recepção de áudio sem grandes perdas de qualidade e um gasto energético praticamente nulo, muito próximo do esperado pela equipa de investigação da Allen School of Computer Science & Engineering e do Departamento de Engenheria Electrónica da Universidade de Washington.