Das ruas de Street Fighter, para o mundo da publicidade

Quando os personagens dos jogos invadem o mundo real.

 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Temos dito que os videojogos cada vez têm ganho mais terreno no espaço mediático. O crescimento de uma geração habituada (ou devemos dizer viciada?) em videojogos cria naturalmente o potencial para que as referências destes universos ganhem expressão na sociedade civil.

Um dos melhores exemplos e, por excelência, a área que mais proveito tira deste tipo de consenso é a publicidade, que não perde uma oportunidade de associação entre os produtos e tudo o que sejam símbolos populares e que passem a mensagem da marca. Começou algures no campo das celebridades, foi ‘descendo’ até aos influencers, e agora uma nova tendência parece estar a chegar: os personagens de videojogos.

O exemplo desta vez nem é pioneiro, só um dos mais engraçados. A marca japonesa de gel para o cabelo J-Gel escolheu a personagem Guile do clássico Street Fighter para figura central da sua comunicação. Se te lembras da personagem perceberás a associação óbvia, visto que o cabelo de Guile é praticamente inamovível, mesmo no meio de tanta porrada.

O primeiro destes casos a chegar a público e, à imprensa, terá sido o de Final Fantasy, com as personagens a ser utilizadas para vender Noodles e Nissans. Já no princípio deste ano o mesmo Street Fighter tinha sido usado pela Toyota para promoção do modelo crossover, como podes ver abaixo.

Se não conseguirmos aumentar o número de patronos, a 2ª edição da revista será a última, e o Shifter como o conheces terminará no final de Dezembro. O teu apoio é fundamental!