Os fans de Eminem vão poder investir em royalties das suas músicas

Enquanto esperamos por um novo álbum é possível ir investindo "uns trocos" em alguns dos seus maiores êxitos.

 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Enquanto esperamos que os rumores sobre um novo álbum de Eminem se concretizem, é possível ir investindo uns trocos em alguns dos seus maiores êxitos. O rapper vendeu mais de 172 milhões de álbuns ao longo de sua carreira, sendo Curtain Call, de 2005, o álbum de rap que mais tempo sobreviveu na US Billboard. Agora foi anunciado através de um comunicado da Royalty Flow, que todos os fãs com experiência em negócios terão a oportunidade de investir em royalties sobre as vendas do artista, vencedoras de Grammy’s entre 1999 e 2013. Eminem será o primeiro artista a fazer parte deste empreendimento da Royalty Flow, criado pela Royalty Exchange.

Isto é possível graças aos Bass Brothers, proprietários de parte dos direitos económicos das músicas de Eminem que, ao todo, tencionam vender 25% da sua propriedade à Royalty Flow. Pequenos investidores ou instituições podem comprar acções num variado catálogo privado de royalties, com um buy-in mínimo de 2.250 dólares por 150 ações (15 dólares por acção). Através deste empreendimento, qualquer pessoa poderá comprar e negociar ações, além de se tornar elegível para cobrar dividendos dos royalties, neste caso, de Eminem.

“A Royalty Flow oferece aos investidores a oportunidade de participar em ativos que não estão correlacionados com os mercados públicos e assim beneficiar diretamente com o crescimento da indústria da música”, disse Matthew Smith, CEO da empresa, através de um comunicado.

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!