Com a nova Hero 6 Black, a GoPro quer ser diferente

A câmara tem um novo processador proprietário desenvolvido para a GoPro.

A GoPro anunciou esta quinta-feira uma nova versão da câmara topo de gama e já está à venda. A Hero 6 Black custa quase 570 euros e traz um processador capaz de mais opções para vídeos em slow motion e um melhor estabilizador. Bem, checkem o texto.

Na Hero 6 Black, a estabilização de imagem não é óptica. Trata-se de um efeito digital qgue analisa cada fotograma e corta a imagem de forma a deixar os objetos centrados para reduzir a agitação nos vídeos.

Além disso, a Hero 6 Black filma em 4K a 60 fps. A frame rate tem sido um dos pontos mencionados pelos consumidores por permitir um vídeo mais suave e vídeos em câmara lenta. Em slow motion consegue filmar em 2,7K a 120 fps ou em Full HD a 240 fps. A qualidade geral da imagem também melhorou com um dynamic range que permite resultados superiores em situações de pouca luz. Transferir dados por Wi-Fi é agora três vezes mais rápido (5 GHz) com a nova antena da câmara, de acordo com a Wired.

As novidades têm uma razão: o novo processador GP1 da GoPro. É a primeira vez que a empresa inclui um chip proprietário numa câmara que permite diferenciar a GoPro das restantes marcas de câmaras de acção. Segundo o The Verge, o desenvolvimento do GP1 demorou três anos e torna as funcionalidades da GoPro ainda mais smart.

A Hero 6 Black é ainda compatível com o drone Karma da GoPro. No campo da fotografia, capta imagens com 12 megapíxeis em JPG ou RAW, e aplica um novo Wide Dynamic Range proprietário para melhores resultados. Tal como a antecessora, a nova câmara continua a ser à prova de água.

A marca aproveitou ainda para anunciar o preço da sua câmara 360º. A GoPro Fusion vai estar disponível em novembro por 699 dólares americanos. O produto consegue captar uma imagem esférica de 30 fps e resolução de 5,2K e os utilizadores vão poder extrair vídeos ou fotos normais do ângulo que pretendem.