The Uber Game: uma semana na pele de um motorista da Uber

Uma nova perspectiva sobre uma realidade diária.

the uber game
 
Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

Todas as políticas que envolvem a Uber parece ter margem para questão. Seja o facto de operar à margem de regulação em alguns países, o uso abusivo da tarifa dinâmica ou o excesso de acesso a informação dos utilizadores, vários têm sido os assuntos menos positivos que colocam a Uber nas bocas do mundo. Outro destes assuntos mas que merece um olhar particular esconde-se do outro lado da aplicação e tem a ver com as condições a que se sujeitam os trabalhadores associados a este serviço.

Embora em cada país a Uber tenha parceiros de recrutamento e que cooperam na gestão da frota e do pessoal, as vozes que falam de baixos pagamentos e um horário de trabalho abusivo soam em todas as línguas. Se em Portugal o caso foi denunciado num artigo de Janeiro do jornal Observador, lá fora surge uma nova forma de contar a mensagem pelas mãos do Financial Times.

Chama-se The Uber Game e é um mini-jogo gratuito em que podes simular uma semana na pele de um motorista da Uber ou de outro serviço semelhante. Durante o desafio, de jogabilidade reduzida, serás confrontado com as idiossincrasias de um motorista privado ganhando uma nova perspectiva sobre o seu quotidiano. Continuar a conduzir ou ir à festa do filho, deixar ou não o passageiro comer um hamburguer no banco de trás ou as avarias a meio da ponte são algumas questões aparentemente triviais mas que, como poderás verificar no final, têm um custo na real da vida destes trabalhadores.

O jogo termina com um balanço que permite ter uma noção do ganho semanal em função do número de horas e das decisões tomadas a que se subtraem todos os custos. Atenção que os cálculos desta aplicação estão feitos à luz do universo americano pelo que para uma conclusão mais objectiva devemos comparar o valor recebido com o salário minímo local que nos é igualmente apresentado.

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.