Fernando Pessoa e José Saramago recordam-se n’Os Dias do Desassossego

Entre o dia de nascimento de José Saramago e o dia da morte de Fernando Pessoa, em Lisboa.

Entre o dia 16 e o dia 30 de Novembro, a cidade de Lisboa dedica-se a lembrar dois dos nomes maiores da história da literatura portuguesa. A iniciativa, promovida em parceria pela Casa Fernando Pessoa e a Fundação José Samarago e com o apoio da CML, contempla apresentações de obras literárias, peças de teatro, apresentações performativas, workshops, debates e muito mais.

Entre aquele que foi o dia de nascimento de José Saramago, 16 de Novembro, e aquele que foi o dia da morte de Fernando Pessoa, a programação cultural dedica-se neste certame à reflexão e homenagem sobre estas figuras histórias da literatura portuguesa. Encenações disruptivas dos clássicos, poemas inspirado na magia dos mestres, postais desassossegados ou passeios literários são algumas das atracções que marcam os 14 dias da iniciativa.

Para a posteridade, Os Dias do Desassossego deixarão uma parede pintada por Tamara Alves e inspirada nas singulares palavras de José Saramago: “Se tens um coração de ferro, bom proveito. O meu, fizeram-no de carne, e sangra todo o dia”Outro destaque da programação vai parar o convite feito aos pianistas Filipe Melo e Filipe Raposo para que, com palavras ou notas musicais, exprimam a sua relação com os livros, uma exibição única no Teatro São Luiz, onde os músicos aproveitarão para render dois temas não musicados, um de cada um dos grandes Desassossegados que dão mote ao festival.