O Netflix não só é tendência, como se faz de tendência

O Netflix juntou-se, por exemplo, ao Spotify para promover a nova temporada de Stranger Things.

No mundo da internet, às vezes é mais fácil fazer parecer que algo é falado do que ser realmente falado. Stranger Things estreou a sua 2ª temporada esta sexta-feira e, sendo esta uma das principais séries do Netflix, fez accionar a sua máquina de marketing para garantir que ninguém ficasse sem saber dos novos capítulos.

Artigos sobre Stranger Things escorreram por tudo o que é publicação e imagens da série andaram pelos nossos feeds sociais. Ora se boa parte deste buzz se deve à qualidade da série, não podemos ser inocentes ao ponto de pensar que é tudo “por acaso”. O Netflix esforçou-se para que a série fosse comentada e prova disso foram as várias parcerias que fez.

Com a Lyft, uma das concorrentes da Uber nos Estados Unidos, lançou o “Strange Mode”, promovendo viagens temáticas nas cidades de Los Angeles e Philadelphia.

Já com o Spotify criou uma ferramenta que analisa os teus gostos musicais e faz o match com uma das personsagens de Stranger Things. Depois recebes uma playlist recheada das músicas que caracterizam essa personagem, seja ela a Mad Max, a Joyce, o Jonathan ou outra das 10 disponíveis.

Outro resultado desta colaboração entre o Netflix e o Spotify é um pequeno efeito no player, na versão web do serviço de streaming de música. Quando estiveres a ouvir a tua playlist de Stranger Things, não estranhes se a “luz se apagar” de repente.

Se gostas de Stranger Things, podes ainda experimentar o jogo que o Netflix desenvolveu para telemóveis. Está disponível na App Store e na Google Play Store.

Não é só com Stranger Things que o Netflix monta todo um aparato online para chegar às tendências do Google, Twitter e Facebook. Fá-lo recorrentemente com todas aquelas séries de que já ouvimos falar, como Narcos, House Of Cards e Orange Is The New Black.