O primeiro vídeo 360º de Pyongyang, capital da Coreia do Norte

Uma visão genuinamente única da capital da Coreia do Norte.

Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

Aram Pan, um fotógrafo natural da Singapura, recebeu recentemente uma oportunidade única de filmar e posteriormente de divulgar um vídeo em 360º da capital da Coreia do Norte, Pyongyang.

Num estado onde a liberdade não é de todo um bem adquirido, e onde qualquer tipo de fotografia ou vídeo é fortemente restringido pela censura, este filme apresenta-se como a primeira filmagem 360º de uma cidade da Coreia do Norte. Em entrevista a NK News o fotógrafo afirma que os norte-coreanos não são as pessoas terríveis que pintam, acredita que amor com amor se paga e quanto mais amável for, melhor recebido será. “A gentle answer turns away wrath, but a harsh word stirs up anger”.

O fotógrafo, que já esteve na Coreia do Norte 16 vezes, filmou a cidade de um pequeno avião. A experiência ocorreu no passado mês de setembro, aquando Pan teve a oportunidade de montar uma câmara e sobrevoar a cidade, graças ao esforço da administração de turismo e da KITC (Korea International Travel Company).

Nesta colorida viagem panorâmica é possível observar o locais como o estádio Kim Il Sung, a Torre Juche, ou os apartamentos Mirae Scientists – “District e Ryomong Street”, projetos de desenvolvimento do líder norte coreano Kim Jong Un. De realçar a quase inexistência de trânsito na cidade, reconstruída na década de 1950, como resultado da guerra na Coreia. O vídeo não mostra tudo, contudo o fotógrafo afirma que conseguiu manter 90% do material da sua viagem.

Apesar de não ser deslumbrante e não saciar totalmente a curiosidade em relação a este estado completamente fechado ao mundo, são imagens únicas vistas do céu, pela mão de um dos poucos privilegiados a viver esta experiência. Podes ver o vídeo abaixo e consultar o restante material desta colectânea no seu site.

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.