Este documentário é um boicote ao capitalismo

Realizado por Pedro Serra, Wasted Waste é um documentário sobre "estilos de vida individuais com repercussões conscientes no colectivo".

Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

Todos os dias ouvimos falar de escassez, num planeta onde 800 milhões de pessoas passam fome e 3,6 milhões Kg de comida são desperdiçados diariamente. Controverso, não? A verdade é que apesar de 870 milhões de pessoas poderem ser alimentadas com este volume continuamos a desperdiçar 1/3 daquilo que produzimos, utilizando 198 mil hectares para produzir recursos que simplesmente não são aproveitados, criando apenas desperdício e mais desperdício.

É contra este premissa que surgem estilos de vida como o freeganismo, representado num novo documentário independente, Wasted Waste. Este modo de vida alternativo pode ser caracterizado como uma espécie boicote ao capitalismo com o objectivo primordial de diminuir o impacto causado no meio ambiente. Estabelece-se rejeitando qualquer forma de exploração humana e animal. Os adeptos fazem-no através do consumo limitado e consciente de recursos, bem como do re-aproveitamento de desperdícios, não por necessidade mas por acreditarem que a sociedade produz acima das suas necessidades e possibilidades dando continuidade a uma sociedade de consumo e crescimento ilusório.

Realizado por Pedro Serra, Wasted Waste é fala sobre estilos de vida individuais com repercussões conscientes no colectivo. Uma celebração da vida e da sustentabilidade, porque na Natureza não existe desperdício mas sim um todo constituído de variáveis interdependentes, cada uma com o seu efeito causa-reacção.

Esta não é a primeira vez que o realizador apela às consciências através de uma peça audiovisual. Em 2015 disponibilizou online Que Estranha Forma de Vida, outro documentário que aborda formas de vida paralelas à sociedade tal como a conhecemos – pessoas que procuram viver em harmonia e com uma visão do futuro baseada na sustentabilidade e cooperação entre o homem e a natureza.

Wasted Waste tem ante-estreia marcada em Lisboa (dia 18 de novembro) e no Porto (25 de novembro). Podes saber mais pormenores através da página de Facebook do documentário e do realizador.

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.