Nasceu um “Google” para empreendedores e start-ups

O First Search quer ser o melhor conselheiro para quem está a começar um negócio.

Ter e começar uma ideia é relativamente fácil; a dificuldade está depois em transformá-la num projecto exequível e sustentável. É aqui que muitas start-ups falham. Mas se a internet democratizou os meios que nos permitem criar novos negócios, democratizou também o acesso a informação preciosa, com a qual podemos tornar-nos verdadeiros autodidatas. É fundamental saber escolher e filtrar bem os conteúdos, pois os canais e o ruído são muitos.

Para facilitar essa tarefa de selecção de leituras pedagógicas, nasceu o First Search, um motor de busca que reúne uma grande base de dados de conselhos para quem está a criar uma start-up. São mais de 10 mil artigos “sobre todas as facetas da construção de empresas, escritas pelas melhores mentes da tecnologia, para que possas encontrar as informações de que precisas quando precisares”, lê-se na discussão no Product Hunt.

O First Search quer ser o principal destino dos empreendedores e start-ups à procura de dicas e conselhos de negócio, reunindo para tal informações sobre mais de 260 disciplinas e cargos, conteúdos partilhados por centenas de especialistas e listas de recomendações para aprofundares aquilo que sabes.

Numa publicação no seu blogue, a equipa da First VC, a empresa de capital de risco, que desenvolveu o First Search, escreve que, graças a plataformas como o Medium, os conteúdos para start-ups explodiram em quantidade, mas aquilo que se encontra a pesquisar na web é de diminuta qualidade. Qualquer pessoa que ‘google’ como fazer determinada coisa sabe que os resultados de busca tendem a ser fragmentados, irrelevantes, promocionais, pouco fiáveis ou contraditórios”, escreve.  “Ao mesmo tempo, mais veteranos com start-ups estão a partilhar os segredos que aprendem com a sua experiência – mas permanecem escondidos e dispersos no Medium, no Quora, em blogues pessoais, etc.”

Naturalmente que start-ups que corram bem é algo que interessa à First VC (uma vez que investe nelas), pelo que desenvolver o First Search pode bem ser visto como uma ferramenta para o seu negócio. A empresa explica que procurou lançar o motor de busca o mais rápido possível, pelo que nos próximos meses estará empenhada em melhorá-lo, tornando-o mais personalizado para cada utilizador.

Para vencer no mundo da tecnologia, todos os que trabalham em start-ups – não apenas os fundadores – precisam de saber como fazer uma tremenda variedade de coisas: captar investimento, contratar pessoas talentosas, definir salários, criar um mapa para os produtos, geri-los bem, treinar novos funcionários, promover reuniões administrativas, arrendar escritório, avaliar performance, resolver dívidas, definir políticas, gerir todas as reuniões em mãos, encontrar um bom COO/CFO/CPO… a lista podia continuar. A nossa indústria pede pessoas que aprendam tudo isto numa velocidade supra-humana – deixando-nos todos o deseja de uma opção de upload de informação ao estilo de Matrix.