NASA encontrou 20 possíveis planetas para os humanos colonizarem

O planeta KOI-7923.01, apresenta 97% do tamanho da Terra, e é aquele que melhores condições reúne para a vida humana.

Uma equipa internacional de cientistas acredita ter descoberto 20 exoplanetas que podem vir a sustentar vida humana. A descoberta só foi possível através do do telescópio espacial Kepler, lançado em 2009 com o propósito de encontrar planetas fora do nosso sistema solar. A confirmar-se a descoberta, aumenta para 50 o número de planetas extrasolares conhecidos e suspeitos de sustentar a vida.

Kepler avariou em 2013, mas ao longo dos quatro anos em que esteve em actividade reuniu informação sobre o comportamento em redor de mais de 150 mil estrelas. Da observação desses dados, até ao momento, os cientistas chegaram a uma lista de 4034 exoplanetas. Entre estes, a maior orbita estimada é de 395 dias e a mais rápida é 18 dias terrestres.

A partir dessa lista, a equipa escolheu os 20 candidatos com maior probabilidade de reunir as características necessárias ao sustento da vida humana e publicou as suas descobertas, recentemente, no início deste mês. O exoplaneta onde um ano equivale a 395 dias é um dos novos mundos mais promissores nesta lista. Foi apelidado de KOI-7923.01, tem 97% do tamanho da Terra e calcula-se que a sua superfície seja mais fria, tendo em conta a distância à estrela que orbita.

Em entrevista ao New Scientist, Jeff Coughlin, líder da equipa e co-autor do artigo, realçou desde logo que são necessárias mais observações. Embora a equipa de responsável pela análise tenha 70% a 80% de certeza em relação aos primeiros dados apresentados, o facto de o Kepler ter observado cada um destes planetas apenas  uma ou duas vezes reforça a necessidade de mais dados. Devido às longas órbitas, novas observações serão efectuadas, nomeadamente através do Telescópio Espacial Hubble, capaz de tirar a prova dos 9.