As primeiras novidades do NOS Alive 2018: três bandas e uma nova cerveja

The National, Queens Of The Stone Age, Future Island e a cerveja Sagres são as primeiras confirmações para a próxima edição do festival.

Dias 12, 13 e 14 de Julho, o NOS Alive regressa ao Passeio Marítimo de Algés e, apesar de ainda faltarem uns meses, o cartaz começa já a ficar preenchido. The National, Queens Of The Stone Age e Future Island são as primeiras confirmações musicais do festival que conta com um novo patrocinador: a Sagres.

Com a troca da Heineken pela Sagres, o NOS Alive muda não só a cerveja que os festivaleiros vão poder beber no recinto, como o nome de um dos palcos: o Palco Sagres será o novo destino dos artistas “mais alternativos” do festival, como é o caso dos Future Island. Os norte-americanos são a primeira confirmação deste palco – no dia 13 de Julho, prometem tocar ao vivo o seu quinto disco, The Far Field, lançado em Abril deste ano.

Confirmados também para dia 13 estão os The National e os Queens Of The Stone Age, dois concertos no Palco NOS. A banda de Matt Berninger, que esteve há bem pouco tempo no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, vai voltar a trazer na mala o seu sétimo trabalho, Sleep Well Beast, desta vez para ser tocado no Passeio Marítimo de Algés. Já a banda de Josh Homme vem a Portugal para apresentar em primeira-mão o seu Villains.

A associação da Sagres ao NOS Alive não é nova. A marca detida pela Central de Cervejas, que também é dona da Heineken, patrocinou as edições de 2007 e 2008 do festival, antes de a Heineken ter entrado em 2012. No intermédio (2009-2011) foi a Super Bock (da Unicer) a cerveja patrocinadora do então Optimus Alive, emprestando o nome também ao palco secundário. Ao Dinheiro Vivo, Nuno Pinto Magalhães, da Central de Cervejas, explicou a troca da Heineken pela Sagres porque este ano esta “reforçou a sua comunicação para um target de jovens adultos”, sendo “importante estar em territórios onde este target está presente, de forma a comunicar de uma forma mais directa”.

“A Heineken continua no território da música, mas localmente irá estar com um posicionamento adequado ao mercado e consumidor português”, referiu fonte oficial da Central de Cervejas ao Dinheiro Vivo, acrescentando que “a Heineken anunciará, a seu tempo, os eventos onde estará presente”. O NOS Alive não foi o único festival do qual a Heineken se desassociou. Em 2016, a marca deixou de ser patrocinadora do Rock In Rio, tendo tendo dado lugar à Super Bock.