Sabemos novos pormenores sobre o próximo filme de Quentin Tarantino

O próximo projecto do realizador deve contar com um elenco de luxo e a história de Charles Manson à mistura.

O nome de Quentin Tarantino tem estado em todas as manchetes especializadas (e não só) desde que abandonou a parceria de longa data com a The Weinstein Company, onde construiu a sua carreira, por causa do escândalo sexual que envolve o produtor Harvey Weinstein. À notícia surpreendente, pela relação mesmo muito próxima que ambas as partes mantinham, seguiu-se uma luta acérrima entre as grandes produtoras para saber qual ficaria agora responsável pelo genial espólio do cineasta. A Sony Pictures acabou por levar a melhor e ficou encarregue da produção e direitos do próximo filme do realizador.

Os rumores sobre o mais recente projecto de Tarantino começaram sobre o tema. A primeira informação a saltar para a imprensa foi que se focaria no ano de 1969 e nos eventos que o tornaram icónico na história dos Estados Unidos. #9, como até agora o filme tem sido apelidado por se tratar do nono filme do realizador, focar-se-à em temas como os assassinatos orquestrados por Charles Manson,missão Apollo 11, o Festival de Woodstock e o primeiro ano de Richard Nixon na presidência dos EUA.

Margot RobbieJennifer Lawrence, Brad PittLeonardo DiCaprio, Tom Cruise e Samuel L. Jackson são alguns dos rostos conhecidos que, também de acordo com a Variery, já conversaram com o realizador. Nenhum nome está, porém, confirmado no elenco. David Heyman (Harry Potter) será o produtor. Rumores sugerem que o orçamento do filme chegue 100 milhões de dólares e que as filmagens comecem em Junho, em Los Angeles.

Fontes próximas do realizador revelaram hoje à Vanity Fair pormenores do argumento em construção. A maioria confirma acima mencionados: localização das filmagens em Los Angeles, no verão de 1969. A história deverá focar-se num actor de TV que depois de ter protagonizado uma série de sucesso quer entrar no mundo do cinema. O seu melhor amigo, que foi o seu duplo na série, quer o mesmo. Confirma-se também que o assassinato de Sharon Tate e quatro de seus amigos pelo culto de seguidores de Charles Manson servirá de pano de fundo para a história principal. A Deadline diz que Tarantino quer Margot Robbie no papel de Tate e que o papel dos dois protagonistas será entregue a Tom Cruise, Brad Pitt ou Leonardo DiCaprio.

Sabe-se também que entre as exigências do realizador perante esta nova parceria com a Sony estão: o total controlo criativo do projecto, 25% dos lucros da estreia do filme e  que os direitos da obra regressarem ao cineasta entre 10 a 20 anos depois. Não se sabe se a Sony concordou com todas. Se se confirmarem os 100 milhões falados para o custo do filme, trata-se de um investimento de produção igual ao de Django Unchained, o filme mais caro de Tarantino até agora.

Numa fase tão inicial das negociações é cedo avançar uma data de estreia, mas talvez possas disfrutar de um thriller violento regado de bons diálogos em 2019.