O criador da Bitcoin pode ser dos 50 mais ricos do mundo

Seja ele quem for, estima-se que a sua fortuna criptográfica esteja avaliada em cerca de 19,4 mil milhões de dólares.

Bitcoin

Estima-se que o criador da Bitcoin, Satoshi Nakamoto tenha, na sua carteira secreta desta moeda digital, qualquer coisa como 980 mil BTC. Convertendo essa quantia para dólares e olhando para a valorização mais alta atingida por esta criptomoeda (19,771$) determina-se que a sua fortuna criptográfica possa ser avaliada em cerca de 19,4 mil milhões de dólares, algo que lhe garante lugar imediato na lista de top 50 da Forbes.

Se vermos nomes associados a novas tecnologias entrar no topo da lista dos mais ricos do mundo foi algo a que nos habituámos com as recentes entradas de Facebook, Snapchat e afins, o caso torna-se mais curioso pelo facto de ninguém saber a verdadeira identidade deste criptógrafo alegadamente japonês.

As suspeitas, geralmente fruto de investigação jornalística, já apontaram mais de 10 nomes como prováveis mas nenhum deles se revelou de facto o criador da bitcoin – ou pelo menos assumiu sê-lo. Nick Szabo e Hal Finney dos Cyberpunks mostraram e-mails trocados com o “verdadeiro” Satoshi, Craight Wright não conseguiu provar o seu conhecimento de código e muitos outros são os que fogem à pergunta alegando apenas conhecer o criador.

Não é provável que o criador da Bitcoin apareça de um dia para o outro, muito menos que converta a sua fortuna em moeda digital para uma moeda corrente. Se o fizesse, colocando no mercado todas as bitcoins que detém, o preço da moeda colapsaria de imediato. As mais de 900 mil bitcoins que se acredita que Satoshi Nakamoto detenha representam cerca de 6% das 16 milhões de moedas já geradas e perto de 5% do total possível (21 milhões), o que é apelidado como alguns especialistas de um vulcão no meio do mercado.

Gráfico da criação de BTC

Esta conjectura não deixa de ser caricata, especialmente se pensarmos que um dos objectivos da Bitcoin passava por ser um melhor veículo de redistribuição do poder. Ora, a confirmar-se a existência de uma reserva com esta dimensão, o poder do seu detentor será sempre absolutamente decisivo para o mercado.