Demasiados objectos descartáveis nos centros comerciais

Refeições são servidas com pratos, talheres, copos e bases de tabuleiros não reutilizáveis, alerta associação ambientalista.

 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

O alerta chega-nos da associação ambientalista Zero e é apenas a confirmação de que uma situação da qual alguns de nós terá consciência: os descartáveis utilizados pelos restaurantes em centros comerciais. Pratos, talheres, copos e bases de tabuleiros não reutilizáveis são servidos aos clientes por algumas das principais cadeias alimentares e vão parar depois ao lixo.

Segundo a Zero, “o recurso ao descartável é uma prática generalizada a todas as marcas de restauração, uma postura que é contrária à economia circular. A associação analisou as práticas de várias marcas de restauração que operam em centros comerciais portugueses, e verificou que os talheres e copos são quase sempre descartáveis e, no caso dos primeiros, vêm na maioria das vezes dentro de invólucros de plástico ou de papel.

Em 42% dos casos, os copos têm “uma tampa desnecessária, que aumenta o impacte ambiental da refeição”, acrescenta a Zero. Já no que toca a pratos, 45% dos restaurantes analisados usam reutilizáveis, mas os restantes optam por opções más para o ambiente.

A Zero, que fez o levantamento durante o mês de Novembro, alerta ainda para o uso de palhinhas, que em 44% das situações é fornecida sem que seja pedida e em 35% está disponível mediante pedido do cliente”, de papel que é colocado no tabuleiro em 90% dos casos analisados e que geralmente tem uma mensagem publicitária, e do café que em 51% das vezes é servido em copos de plástico, de cartão ou de outro material em vez de uma chávena de café.

Evitar e penalizar os restaurantes com más práticas

A associação ambientalista refere que apenas 14% dos descartáveis é encaminhado para reciclagem e defende a consciencialização das pessoas relativamente a estas práticas, que considera abusivas. A Zero defende a penalização destas práticas com taxas adicionais e a sensibilização para a escolha de marcas que não utilizem descartáveis.

Entre as marcas de restauração que a Zero detectou a utilizarem pratos, talheres, copos e outros objectos não reutilizáveis estão as cadeias McDonald’s, Burger King e KFC, as pizzarias Pizza Hut e Telepizza, as refeições servidas pelo Pingo Doce, as padarias Bagga, a Portugália, o H3, a Go Natural, o Wok to Walk, o Pans & Company, o Joshua Shoarma, o Frango da Guia, o Brasa Rio, o Belight, os restaurantes Kiro SushiSushi KingSushi NikkoNoori, o Vitaminas, o Sopas & Sopas e o Alentejo – Pão, Azeite e Alho.

Ironicamente algumas destas cadeias promovem mensagens de sustentabilidade e de preocupação com o ambiente, discursos que é possível encontrar também em peças de comunicação de alguns centros comerciais. A utilização de objectos descartáveis permite aos restaurantes poupar tempo, espaço e recursos humanos na lavagem da loiça, mas colocam em causa o ambiente.

Foto via Flickr

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!