Mais de 65 anos depois, Amigos do Minho têm de procurar nova casa

Hoje, 8 de Dezembro, celebrar-se-à o último aniversário no espaço, com uma festa para os sócios como manda a tradição.

Facebook/Grupo Excursionista e Recreativo Os Amigos do Minho

Sediaram-se em Lisboa na década de 50 do Século passado quando as comunidades e associações eram mais aceites e participadas, precisamente no dia 8 de Dezembro. Agora, após mais de 60 anos de história e, sobretudo, histórias, o Grupo Excursionista e Recreativo Os Amigos do Minho prepara-se para abandonar a sua casa de sempre até ao final deste ano.

Hoje, 8 de Dezembro, celebrar-se-à o último aniversário neste espaço, com uma festa para os sócios como manda a tradição. Entretanto aguardam-se respostas por parte da Câmara Municipal de Lisboa no sentido de encontrar um espaço alternativo para este grupo já emblemático da cidade de Lisboa.

Espaço de convívio, de refeição, debates e discussões, a casa dos Amigos do Minho, foi casa, por exemplo, do amadurecimento da Criatura. Grupo musical que se juntou ao coro de reacções ao anunciado fecho, apontando o dedo ao Lobbyshomem, num arrojado trocadilho.

Não conseguimos ficar indiferentes quando querem fechar as portas a quem mais as tem aberto para nós. Para quem não…

Publicado por Criatura em Quarta-feira, 6 de Dezembro de 2017

O espírito acolhedor e a simpatia, no fundo, a humanidade deste espaço é amplamente reconhecida e personalizada na figura do Sr. Zé a quem são endereçadas muitas das mensagens de força e esperança pelo futuro da colectividade.

A mudança da paisagem urbana e social em Lisboa tem consequências graves para a cultura que a história foi edificando e a prová-lo está o facto de este ser apenas um dos muitos exemplos que poderíamos dar sobre clubes emblemáticos da cidade obrigados a procurar novos espaços. Aconteceu o mesmo com o Lusitano Clube e o Ateneu, para dar alguns exemplos.

Milhares de pessoas seguem o Shifter diariamente, apenas 50 apoiam o projecto directamente. Ajuda-nos a mudar esta estatística.