Julian Casablancas agora pertence aos Voidz e lança um álbum novo no próximo ano

As novidades foram anunciadas com um vídeo do famoso realizador norte-americano de vídeoclipes Warren Fu.

Em 2014, o líder dos The Strokes, Julian Casablancas, juntou-se a uma banda para lançar o álbum Tyranny. O mesmo grupo tem feito aparições regulares em espectáculos e programas de televisão e até estreou uma nova música no talk show brasileiro The Noite em Outubro. Nessa altura andavam em tour pela América Latina, a deixar tudo e todos de água na boca por um segundo álbum. Tocaram “Nintendo Blood” e apresentaram “Wink”, um cheirinho do que estaria para vir.

Agora chegou a confirmação de que 2018 será mesmo o ano do novo álbum do conjunto, mas com algumas mudanças. É que o vocalista decidiu pôr o seu nome de lado e de Julian Casablancas + The Voidz, a banda chama-se agora simplesmente Voidz.

O anúncio foi feito através de um vídeo realizado pelo norte-americano Warren Fu, autor recorrente dos vídeoclipes de bandas como Daft Punk, The Strokes, Casablancas a solo, The Killers, HAIM e, já este ano, “I Feel It Coming” de The Weeknd ou “J-Boy” dos Phoenix. O vídeo, algo bizarro e a lembrar os filmes de terror dos anos 90 (e “Thriller” de Michael Jackson?), foi divulgado acompanhado da mensagem: “Devido às nossas fortes convicções pessoais, queremos enfatizar que este filme não está de modo algum a  endossar uma crença no oculto”.

Na curta, os membros da banda vão ver um filme de terror, do qual fazem parte. A sua ida ao cinema acaba por si só, por se tornar uma experiência terrorífica, com alguns personagens assustadores a saltar fora da tela, em noite de lua cheia (e vermelha).

No final, sabemos que o novo álbum será uma co-produção da RCA com a editora de Casablancas, a Cult Records. A nível de sonoridade, este teaser leva-nos a querer que os novos Voidz seguirão o caminho dos antigos, num som bem mais abrasivo que aquilo a que o vocalista nos habituou com os Strokes. No início deste ano, numa entrevista à Noisey, em que descartou a hipótese avançada por Albert Hammond Jr. de haver recentemente um novo álbum de The Strokes, Julian Casablancas também lamentou os fãs de música que só querem “ouvir o rock indie mainstream”. “Eu não entendo algumas dessas pessoas da velha guarda que cresceram a adorar The Strokes e agora criticam esta minha nova exploração”, comentou Casablancas. Falando sobre o estado da música rock, o cantor disse: “Eu não acho que , ‘Oh, o rock está morto’. Há música hip-hop que é inspiradora. Há muita música antiga para redescobrir. Desde que a música avance, quem é que se importa se o rock já não é o que era? “