O Dia Mais Curto do ano tem uma programação à medida

O fenómeno astronómico inspirou a criação da festa que celebra o cinema no seu formato mais curto.

 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Todos os anos, por volta do dia 21 de Dezembro, o hemisfério norte entra na estação mais fria devido ao Solstício de Inverno, naquele que é o dia mais curto do ano. Este fenómeno astronómico inspirou a criação da festa que celebra o cinema no seu formato mais curto. Realiza-se em todo o mundo e, por cá, em mais de 20 cidades.

Em Portugal, esta iniciativa é promovida e coordenada pela Agência da Curta Metragem, desde 2013, e vai pela quinta vez percorrer todo o país, com incidência no dia 21 de dezembro mas estendendo-se ao resto do mês.

A Agência da Curta Metragem propõe quatro programas distintos, para todas as idades e para todos os públicos, com filmes portugueses e internacionais, que serão exibidos em 34 localidades do país, divididos por mais de 90 sessões de cinema, consagrando a diversidade deste formato nos mais variados lugares de projeção. A estes junta-se a programação própria de várias associações ou cineclubes que aderiram ao evento, sessões especiais para escolas, mas também a exibição televisiva ou online, através de uma parceria com o serviço de streaming Filmin.

Greetings From Aleppo

A programação divide-se em quatro:

  • Curtas no Mundo, composto por quatro filmes com várias visões do mundo nos dias de hoje, desde a guerra na Síria ao quotidiano na capital do Irão, passando pelos habitantes de um parque de campismo em Portugal, sem esquecer o espírito da época natalícia dado em tom de comédia social pela curta franco-belga Kapitalistis;
  • Novas Curtas Portuguesas, composto por seis filmes: Thursday Night, de Gonçalo Almeida, acaba de ser selecionada para o Festival de Sundance; Última Chamada, de Sara Barbas; Água Mole, uma animação de Alexandra Ramires (Xá) e Laura Gonçalves; O Homem Eterno, de Luís Costa; Surpresa, de Paulo Patrício; e Cidade Pequena, de Diogo Costa Amarante, vencedor do Urso de Ouro no Festival de Berlim;
  • Curtinhas Para Todos, o programa infantil: Caminho dos Gigantes, de Alois di Leo; Passeio de Domingo, de José Miguel Ribeiro; O Homem de Bolso, de Ana Chubinidze; Foi O Fio, de Patrícia Figueiredo; e Jubileu, de Coralie Soudet, Charlotte Piogé, Marion Duvert, Marion El Kadiri e Agathe Marmion;
  • Amiguinhos, uma selecção de curtas de animação: Some Logic, de Rop Van Mierlo; Doninha, de Timon Leder; Bom Dia Lua, de Christoph Brehme; Dois Amigos, de Natalia Chernysheva; Teddy O Ursinho Descontraído, de Tomislav Gregl; Ginjas, de Zepe (José Pedro Cavalheiro) e Humberto Santana; A Raposa Pequenina, de Aline Quertain; e O Gato do Espaço, de Nacho Rodriguez.
Cidade Pequena, de Diogo Costa Amarante

O Dia Mais Curto vai chegar a quase todo o país: Abrantes, Albufeira, Almada, Amadora, Amarante, Barcelons, Braga, Cascais, Coimbra, Elvas, Faro, Funchal, Gondomar, Guimarães, Leça da Palmeira, Leiria, Lisboa, Madalena, Maia, Matosinhos, Oeiras, Ovar, Ponta Delgada, Ponta do Sol, Porto, Sardoal, Setúbal, Tomar, Trancoso, Vila do Conde, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Gaia, Vila Real e Viseu.

A programação completa pode ser consultada em odiamaiscurto.curtas.pt.

 

 

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!