Criptomoeda portuguesa entre as 50 mais valiosas do mundo

Moeda lançada pela Aptoide teve um pico extraordinário na sexta-feira, passando a valer 3,80 dólares por unidade.

 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

A AppCoins (APPC), moeda digital lançada pela empresa portuguesa Aptoide para revolucionar a forma como são distribuídas apps para telemóveis, atingiu um valor de mercado de 800 milhões de dólares em apenas 24 horas. É um “momento especial”, partilhou Paulo Trezentos, director executivo da Aptoide, no Twitter.

“A equipa da AppCoins está grata pela confiança dos investidores. Obrigado por acreditarem.”

Em Dezembro do ano passado, a AppCoins foi lançada em pré-venda – com um preço inicial de 0,27 cêntimos – através de uma Oferta Inicial de Moeda (ICO), processo que permitiu à Aptoide angariar 1,8 mil milhões de dólares. Agora, a criptomoeda portuguesa chegou finalmente ao mercado, tendo sido listada esta sexta-feira na plataforma Binance e passando por isso a ser transácionável pelo grande público.

Segundo reporta o jornal económico ECO, cada unidade de AppCoins passou a valer 3,80 dólares na sexta-feira, um pico extraordinário que a colocou no top 50 das mais valiosas do mundo em valor de mercado, de acordo com o WorldCoinIndex.

A criptomoeda tem desde então vindo a corrigir o valor até um mínimo de 2,62 dólares, mas nesta segunda-feira de manhã já registava uma subida intradiária de 5,27%, para 2,85 dólares e um valor de mercado de 701,95 milhões de dólares. Estavam em circulação 246,2 milhões de moedas, com 117 milhões de moedas em transação na correctora Binance, refere a mesma fonte. O ECO avança ainda que a AppCoins será uma das moedas com mais liquidez registadas nesta plataforma e que a Aptoide está a trabalhar com outras correctoras para passarem a suportar a compra e venda desta moeda.

Screenshot: WorldCoinIndex

No grupo de Telegram relacionado com a AppCoins, onde se reunem mais de 8 mil pessoas, vários investidores terão demonstrado perplexidade com o disparo da moeda; outros antecipam uma queda, afirmando que já trataram de vender as moedas na sua posse. Mas há quem antecipe uma valorização até 6 dólares por unidade antes de uma queda mais expressiva.

“Todas as moedas estão sujeitas a especulação no seu preço, mas o facto de estar no top 3 de volume de transacção na Binance significa que existem muitas pessoas no mundo que acreditam que o blockchain pode criar disrupção no monopólio das lojas de aplicações da Google/Apple”, acrescenta Paulo Trezentos no Twitter. “Tenham atenção nos vossos investimentos em APPC. Mesmo o mais sólido token é volátil. Ainda existe um longo caminho pela frente e algumas perturbações nesse caminho são esperadas”, avisa o responsável.

Baseada em Ethereum, a AppCoins é uma moeda lançada pela Aptoide com o objectivo de tirar poder à Google e à Apple na gestão e distribuição das aplicações móveis, colocando esse poder nas mãos dos programadores e das pessoas. Podes conhecer o projecto em maior detalhe aqui e seguir as últimas actualizações no blogue oficial do projecto, bem como no Twitter.

Nota: falar de criptomoedas não é incentivar à sua compra nem dar garantias da sua rentabilidade. O Shifter debruça-se sobre o assunto do ponto de vista tecnológico, procurando explorar as diferenças que esta tecnologia provocará no ecossistema digital.

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!