O progresso da sociedade moderna vê os seus defeitos expostos no minucioso trabalho artístico

Isaac Cordal é o artista por trás da miniaturização e do posicionamento estratégico de figuras em cenários.

Urban Inertia - Isaac Cordal
 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

O truque é simples mas o resultado é poderosíssimo. Isaac Cordal é o artista por trás da miniaturização e do posicionamento estratégico de figuras em cenários, que nos lembram o nosso quotidiano e, sobretudo, que nos deixam a pensar para além dele.

“Cement Eclipses” são autênticas encenações em miniatura que, talvez pelo contraste entre a dimensão dos dois mundos, maximizam o impacto provocado pelas situações recriadas. A mistura entre a impossibilidade e a aparência real parecem ser a chave para a sensação provocada por algumas das imagens. São metáforas que se materializam num mundo minúsculo e paralelo ao nosso, como as verdades que globalmente escolhemos não ver ou os abismos que casualmente ignoramos.

O teor crítico do seu trabalho é por demais evidente, quer seja na expressão alienada, quase de zombie, das figuras humanas, quer na narrativa inerente a cada peça. O progresso da sociedade moderna vê os seus defeitos expostos no minucioso trabalho de Isaac Cordal.

Isaac Cordal
Isaac Cordal
Isaac Cordal
UpNorth’ Festival – Isaac Cordal
UpNorth’ Festival – Isaac Cordal
UpNorth’ Festival – Isaac Cordal
The School – Isaac Cordal
Urban Inertia – Isaac Cordal
Urban Inertia – Isaac Cordal
Urban Inertia – Isaac Cordal
O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!