O último rasgo do génio Elon Musk: um lança chamas

Uma arma que permite disparar feixes de fogo noutras direções — mesmo aquilo de que a América precisava agora.

Se algumas das ideias e opiniões de Elon Musk podem parecer idiotas — como o seu parecer preconceituoso sobre os transportes públicos —, há outras que não deixam margem para a dúvida da parecença, são-no definitivamente e geralmente provêm da The Boring Company.

A empresa criada por Elon Musk, para acabar com esse problema do primeiro mundo que é o trânsito, divide a sua actividade entre escavar túneis gigantes entre duas das cidades mais ricas do mundo, Nova Iorque e Washington, e a criação de outros produtos que, sobretudo, captem notoriedade para a marca. É o caso do produto recém-lançado, um lança chamas. Sim, isso mesmo, uma arma que permite disparar feixes de fogo noutras direções — mesmo aquilo de que a América precisava agora.

Tudo começou em Dezembro com um outro produto igualmente inovador — um chapéu. Na altura Musk publicou na rede social Twiter uma espécie de challenge em que prometia aos seus seguidores lançar um lança-chamas caso conseguisse vender 50 mil chapéus. A principio todos duvidavam da veracidade da sua promessa — porque seria? — mas Musk, um dos homens vistos como mais influentes e visionários do mundo, provou ser um homem de palavra e avançou mesmo com a construção da arma.

Já durante este mês, alguns redditors e a equipa da revista The Verge descobriram que algo se passava no domínio boringcompany.com/flamethrower. Entrando neste link, era pedida uma password (durante alguns dias foi “flame“) que depois de inserida correctamente, permitia a pré-compra do lança-chamas por apenas 600$.

Entretanto, a password mudou e a corrida voltou a ganhar emoção com os seguidores a tentarem adivinhar a chave. Entre os comentários, são centenas os que apoiam a iniciativa de Musk, alguns com argumentos bastante honestos e concordantes com a ideia de que é tudo uma jogada de marketing.

Entretanto, e provavelmente fruto do sucesso, o lança-chamas acabou por sofrer uma baixa de preço estando agora nos 500$. No mesmo site pode comprar-se separadamente um extintor por 30$, assumidamente mais caro que os da concorrência.

“Buy an overpriced Boring Company fire extinguisher! You can definitely buy one for less elsewhere, but this one comes with a cool sticker and the button is conveniently riiight above.”

O objectivo de Elon Musk com este tipo de iniciativa não é claro mas facto é que uma análise (altamente) subjectiva, mostra como estas iniciativas geram entusiasmo em seu torno. Numa altura em que o progresso pode ter várias facetas e direções, a sua postura blasé e as suas preocupações de 1º mundo ecoam numa comunidade de seguidores que mais parece uma legião de fãs.

Na verdade até o próprio Elon Musk parece ter noção do nível de excelência da sua última ideia, delegando as responsáveis com uma ironia muito século XXI — uma espécie de pós-opinião, como se auto-critica em público legitimasse a acção idiota.

De resto, é esperar que o público siga os últimos conselhos de Musk, não compre o produto e, muito menos, brinque com ele como se fosse inofensivo. O lança-chamas criado pela TBC é legal nos Estados Unidos pela distância a que projecta fogo.

Em reação a esta ideia e nas últimas horas, os comentários de Musk continuam a ser absolutamente credíveis e desta vez dedicados a refutar a tese de que a Boring Company está a criar um apocalipse zombie para tornar o seu lança-chamas útil.